Cuiabá, 01 de Fevereiro de 2023
logo

30 de Novembro de 2022, 09h:32 - A | A

GERAL / FLORAIS DOS LAGOS

Condomínio onde delegado invadiu casa e ameaçou "estourar cabeça" de mulher vai acionar a Justiça

O delegado da Polícia Civil Bruno França Ferreira foi filmado invadindo uma casa para prender uma mulher que teria descumprido ordem judicial de não se aproximar do enteado do delegado.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



A administração do Condomínio Florais dos Lagos divulgou uma nota, nesta terça-feira (29), onde afirma que estão "chocados" com a ação truculenta do delegado da Polícia Civil, Bruno França, contra uma moradora. Ainda informa que, por conta do acontecido, será registrado um boletim de ocorrência e as medidas judiciais necessárias serão tomadas.

"Diante das notícias veiculadas nos sites e também pelos próprios condôminos que nos procuraram, a administração irá lavrar um boletim de ocorrência sobre o acontecido", diz trecho de comunicado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Na noite de segunda-feira (28), o delegado foi filmado invadindo uma residência para prender a mulher, que teria descumprido uma ordem judicial de não se aproximar do seu enteado, de 13 anos.

Na gravação, divulgada nessa terça-feira (29), é possível ver ele chutando a porta, manda a mulher deitar no chão sob xingamentos e ameaças. Toda a ação foi presenciada pela filha da moradora de apenas 4 anos, que se desesperou com a situação.

Em nota, a administração do condomínio "lamentou profundamente o acontecido e se solidarizou com a dor dos condôminos". Além disso, destacou que vão consultar a equipe jurídica para tomar as medidas judiciais cabíveis.

"Vamos analisar junto com o departamento jurídico as medidas administrativas e judiciais cabíveis. Lamentamos profundamente o ocorrido e nos colocamos à disposição para o que for necessário."

A Corregedoria da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso abriu investigação para apurar a denúncia de abuso de autoridade e coação. O agente está há apenas sete meses na corporação, cumprindo período de estágio probatório. Se condenado, poderá ser exonerado do cargo.

Leia mais

Vídeo: Delegado invade casa e ameaça "estourar cabeça" de mulher em Cuiabá; Corregedoria investiga

Reprodução

nota florais dos lados

 

 

Comente esta notícia

Everton 30/11/2022

Esse delegado é louco tem que ser exonerado da corporação da polícia civil e ficar preso e um vagabundo usando o aparato do estado para satisfazer seu ego canalha e que não aja corporativismo nesse caso desse vagabundo .

1 comentários

1 de 1