Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

11 de Setembro de 2022, 08h:00 - A | A

ENTREVISTA / SETEMBRO AMARELO

Enfermeira conta como superou a depressão: "Não tinha vontade de ver ninguém"

A depressão é gatilho para o suicídio: no Brasil, 38 pessoas, em média, cometem suicídio todos os dias.

LEANDRO MAIA
DO REPÓRTER MT



Para promover uma conversa com orientações sobre a importância de falar sobre a prevenção ao suicídio, o Repórter MT convidou o médico Lucas Loureiro, com atuação em psiquiatria, e a enfermeira e influencer Steffany Weimer, que contou a experiência ao passar sobre um quadro depressão.

O Setembro Amarelo é dedicado a ações e campanhas para conscientizar a população sobre a necessidade debater as causas que levam muitas pessoas atentarem contra própria vida.  De acordo com o último levantamento (2019) da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 700 mil suicídios são registrados no mundo, mas a estimativa é de que se número se aproxime de 1 milhão, já que muitos casos são subnotificados.

No Brasil, em média, são 14 mil casos por ano, 38 pessoas cometem suicídio por dia.  O suicídio destrói famílias e provocar grandes prejuízos à sociedade. A maioria dos casos está relacionada às doenças mentais, principalmente não diagnosticadas ou tratadas incorretamente. 

Para o dr. Lucas, a família tem um papel fundamental na prevenção do suicídio e, por isso, casos de tristeza profunda não podem ser desprezados ou julgados como "frescura". Só quem sente a depressão sabe o quando é difícil conseguir forças para sair desse quadro, por isso, os familiares precisam observar isso com empatia.  

"A falta de força é um dos sintomas da depressão. Muitas das vezes as pessoas dizem: você tem que ter vontade de querer melhorar. Aí é que tá, vontade eu até tenho, eu não tenho força para melhorar", explica. 

Steffany passou por uma situação parecida. Ela conta que conseguiu superar o quadro de desânimo total com o apoio da família e com o auxílio do tratamento.

"Eu ouvia muito das pessoas, isso é frescura. Não tem necessidade disso. Quem sente a depressão sabe que você não tem expectativa e vida, sabe que você não tem vontade de sair de casa e nem de ver pessoas", conta.   

Veja a entrevista: 

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia