Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Segunda-feira, 14 de Novembro de 2011, 15h:40 - A | A

SORV E CIA

Laudo sobre causas de incêndio sai em 30 dias

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil Técnica começa as investigações sobre as causas do incêndio na loja Sorv e Cia, no Porto, que ficou completmente destruída, após mais de 24 horas de chamas no local.  As suspeitas são de que, um curto-circuito pode ter causado o incêndio.

Segundo os bombeiros a equipe está revirando tudo a procura de algum indício de onde possa ter iniciado o fogo e revirando os escombros que embaixo encontramos materiais acumulados queimando”, explicou. Segundo as informações iniciais, o prejuízo passa de R$ 1 milhão e o laudo da perícia deve ser concluído em 30 dias.

A fumaça formada pelo incêndio foi possível ser vista em vários pontos de Cuiabá e Várzea Grande. O incêndio começou às 10h e foi controlado por volta do 12h30. Os produtos continuaram queimando durante todo o dia, porém sem riscos de atingir outros estabelecimentos.

O barracão da Sorv e Cia foi dado como perca total, três veículos que estavam no deposito também foram queimados pelo fogo. Já a empresa Empório do Inox e Alumínio, as chamas destruíram cerca de 80% do estabelecimento. O terceiro barracão atingido foi o da Shineray Motos, que teve apenas parte do teto destruído, devido o calor. Outros estabelecimentos ao redor tiveram apenas parte do teto queimado. Os bombeiros irão mapear nesta segunda-feira (14) todos os estabelecimentos atingidos.

Para controlar o fogo e resfriar os barracões, os vizinhos ajudaram a conter as chamas. Cerca de seis viaturas do Corpo de Bombeiros de Cuiabá e Várzea Grande e vários carros pipas fizeram o trabalho. Mesmo assim, tiveram dificuldades para controlar o fogo, já que no local havia muitos materiais de papel, alumínio e madeira, o que facilitou a propagação do fogo.
Segundo as informações, o barracão da Sorv e Cia é alugado, e o proprietário possui seguro do local.

Comente esta notícia