Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

03 de Dezembro de 2013, 14h:45 - A | A

CIDADES / FOGO NA ARENA PANTANAL

Laudo da Politec diz que incêndio no estádio da Copa foi criminoso

Polícia Civil já começou a investigar o caso e deverá ouvir pessoas que trabalhavam na obra.

DA REDAÇÃO



O incêndio que atingiu a o canteiro de obras da Arena Pantanal foi criminoso. É o que constatou o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). A causa do incidente, que ocorreu dia 25 de outubro, não foi apontada no documento. A Polícia Civil já deu início às investigações do caso para descobrir a autoria do crime.

 Conforme o laudo, o incêndio foi considerado criminoso pelo fato de, no local, não haver nenhum elemento que pudesse causar naturalmente o fogo. O incidente teria começado em dois pontos diferentes.

Embora o documento tenha apontado que foi um incêndio intencional, ele não concluiu quais foram as causas do incidente. Conforme relato dos trabalhadores que estavam no local quando ocorreu o crime, o fogo teria começado no estoque de isopor, localizado no térreo do estádio e se espalhado por uma estrutura metálica.

 De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o caso está sendo investigado com base no laudo da Politec. Deverão ser ouvidos trabalhadores da obra e pessoas que estavam envolvidas com a construção da arena.

 A Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa-MT), por meio de assessoria de imprensa, afirmou que só irá se pronunciar sobre o caso quando o inquérito for concluído. O órgão relatou que, após o incêndio, a segurança da arena foi reforçada através da contratação de mais vigias e a implantação de novas câmeras na obra.

O INCÊNDIO NA ARENA PANTANAL

Conforme operários da obra, o fogo começou no estoque de isopor, localizado no térreo do estádio e se espalhou por uma estrutura metálica. O incêndio foi controlado depois do reforço de quatro caminhões-pipa do Corpo de Bombeiros. De acordo com a Secopa, apesar do incidente, as obras não serão comprometidas. "Nada vai parar o andamento das obras. Os funcionários continuam trabalhando em outros setores. A obra não parou", explicou.

 Em nota, a Secopa disse que o incêndio foi controlado rapidamente pela equipe de brigadistas da construtora e pelo Corpo de Bombeiros, sem prejuízo para o andamento da obra.  O fogo ficou concentrado em parte do subsolo do setor Oeste, atingindo um estoque de isopor que compõe o material que será usado como isolante térmico da cobertura. Não houve feridos.

No dia do incêndio, o gerente da Mendes Júnior, Lenoir Carlos Brigido chegou a agredir a jornalista Mayara Michels, do RepórterMT (Leia AQUI), a primeira a chegar no local. Lenoir praticou  intimidação, tomou-lhe o celular e apagou as fotos feitas no local. Após a agressão, o gerente expulsou a jornalista da arena, mesmo ela estando devidamente equipada para andar na obra. Um B.O foi feito no CISC Verdão e o Sindicato dos Jornalistas emitiu nota de repúdio ao engenheiro. (Leia AQUI).



A CONCLUSÃO DA OBRA


Faltando apenas 30 dias para a entrega da principal obra da Copa do Mundo em Cuiabá, a Arena Pantanal, o titular da Secretaria Extraordinária da Copa, Maurício Guimarães se mostrOU preocupado com a combinação: cronograma apertado e tempo chuvoso.  A conclusão do estádio está prevista para dezembro de 2013, com inauguração em janeiro de 2014.

Comente esta notícia