Cuiabá, 01 de Fevereiro de 2023
logo

28 de Novembro de 2022, 20h:00 - A | A

VARIEDADES / DENÚNCIA

Adidas investiga Kanye West por mostrar pornografia a funcionários

A Rolling Stone teve acesso a uma carta em que colaboradores da grife descrevem o ambiente de trabalho como “tóxico” por causa do cantor

ILCA MARIA ESTEVÃO
DO METRÓPOLES



Desde outubro, Kanye West teve contrato e relações publicitárias rompidas com a etiqueta Adidas. De lá para cá, o rapper perdeu outras contratações com a indústria da moda, devido a comentários racistas e antissemitas. Contudo, os escândalos não param por aí. Recentemente, a gigante esportiva alemã abriu uma investigação contra o rapper.

A Adidas passou a investigar o cantor na última quinta-feira (24/11), após funcionários da label o denunciarem por constrangimento e comentários inapropriados de conotação sexual. Entre as denúncias, os empregados pontuam que a marca esportiva ignorou o comportamento inadequado de West por anos.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

A Rolling Stone teve acesso a uma carta em que colaboradores descrevem o ambiente de trabalho como “tóxico” e “caótico” por causa do artista. Eles também ressaltam que Ya mostrava pornografia durante o expediente. Algumas, inclusive, expondo a ex-esposa Kim Kardashian.

“Está longe de estar claro que as acusações na carta anônima sejam verdadeiras”, apontou a Adidas em comunicado. “No entanto, levamos essas acusações muito a sério e tomamos a decisão de abrir uma investigação independente sobre o caso imediatamente”, acrescentou a etiqueta esportiva. Leia mais em Metrópoles

Comente esta notícia