Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Quinta-feira, 03 de Novembro de 2011, 16h:36 - A | A

CORRIDA AO PAIAGUÁS

Taques e Sachetti já são opções do PDT para 2014

Os nomes cogitados são do senador Pedro Taques e do ex-prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti

FERNANDA LEITE

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) tem dois nomes dispostos a entrar na disputa pelo Executivo estadual nas eleições de 2014. Trata-se do senador Pedro Taques e do ex-prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti. O nome do agropecuarista e ex-deputado estadual, Otaviano Pivetta também foi lembrado. As informações foram confirmadas pelo presidente do diretório estadual, deputado estadual Zeca Viana em entrevista ao RepórterMT.

No que diz respeito a prefeitura de Cuiabá, o PDT lançará candidatura caso o empresário Mauro Mendes (PSB) decida pleitear a Prefeitura. O acordo faz parte do “Movimento Mato Grosso Muito Mais”.

“Se ele for candidato a prefeito e for eleito, não iremos apoiar para as eleições estaduais. No PDT existe uma regra que o candidato tem que terminar seu mandato. Nós lançaremos candidatura própria”, esclareceu o líder político.

Outra discussão interna é o fim da aliança formada pelos partidos PDT, PSB, PV, PPS. No entanto, a candidatura de Adilton Sachetti, que pretende concorrer às urnas em Rondonópolis, colocaria os planos do deputado estadual  Percival Muniz (PPS), que também mostrou interesse em disputar às eleições no município. “Se o  Adilton for  candidato logicamente que iremos apoiá-lo. Mas estamos buscando não ter enfrentamento, principalmente com o  Muniz”, destacou Zeca Viana.

CONVITE PMDB

Viana descartou a possibilidade de Pedro Taques migrar para o PMDB. “O PMDB não é o perfil de Taques, isso é impossível, ele não irá deixar o partido porque ele tem planos futuros”, ressaltou o parlamentar.

Por meio da assessoria, o senador disse que recebeu o convite do PMDB, mas que está muito bem no PDT. “Estou muito bem no meu partido atual e não pretendo sair”, disse.

Comente esta notícia