Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

27 de Novembro de 2013, 09h:50 - A | A

POLÍTICA / RODOVIA DA MORTE

Odebrecht vence leilão BR-163; lance foi de três centavos por Km

A Odebrecht terá de investir R$ 4,7 bilhões na rodovia ao longo dos 30 anos da concessão

DA REDAÇÃO



Com um lance de R$ 0,0310 por quilômetro, deságio de 52,03% em relação aos R$ 0,055 estabelecidos pelo governo, a empresa Odebrecht venceu o leilão de privatização dos 850 quilômetros da BR-163, que se estende da divisa com o Mato Grosso do Sul e vai até a região de Sinop e Sorriso, ao norte de Mato Grosso. O trecho é uma via importante para o escoamento de grãos das regiões produtora do Centro-Oeste.

O Ministério dos Transportes reviu as condições do leilão e elevou em 32% o valor da tarifa teto, dos R$ 4,17 definidos inicialmente para R$ 5,50 para cada 100 quilômetros. Vencia quem oferecesse o maior desconto sobre esse preço para os pedágios.

Em setembro, no primeiro leilão do atual programa de concessões de rodovias do governo, não houve interessados pela concessão da BR-262, entre o Espírito Santo e Minas Gerais. Na mesma ocasião, oito grupos disputaram a BR-050, entre Minas e Goiás.

A concessão da BR-050 foi vencida pelo consórcio Planalto, que ofereceu deságio de 42,38% sobre a tarifa teto estabelecida para o leilão. Sem tradição em concessões, o Planalto derrotou grandes operadores do setor, como CCR, Ecorodovias, Odebrecht, Queiroz Galvão, Arteris e Triunfo.

No pregão desta quarta-feira, Triunfo, Odebrecht, CCR, Galvão Engenharia e Invepar, disputaram a BR-163 com dois consórcios, o Rota do Futuro, encabeçado pela Ecorodovias, e o Integração, que tem a Fidens Engenharia à frente.

No total a Odebrecht terá de investir R$ 4,7 bilhões na rodovia ao longo dos 30 anos da concessão. O edital determina ainda a construção de vias marginais em travessias urbanas, passarelas e melhorias de acesso nos 19 municípios cortados pela BR-161. Somente em Rondonópolis, o edital prevê a implantação de um contorno de 10,9 quilômetros.

ODEBRECHT

A Odebrecht, conforme o site oficial da empresa, é uma organização de origem brasileira composta por negócios diversificados, com atuação e padrão de qualidade globais. Por meio de suas empresas líderes, a Odebrecht atinge os seguintes setores: engenharia e construção, investimentos em infraestrutura e energia, indústria, instituições auxiliares.

 
Criada em 1981, a Odebrecht S.A., holding da Organização, é responsável pelo direcionamento estratégico e pela manutenção da unidade filosófica, assegurada pela prática da Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO).

(Com informações de O GLOBO)

Comente esta notícia