facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 25 de Maio de 2024
25 de Maio de 2024

07 de Outubro de 2010, 17h:42 - A | A

POLÍTICA /

Juiz manda anular promoção de Novacki para coronel; cabe recurso



DA REDAÇÃO

O juiz Luiz Aparecido Bertolucci, responsável pela Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular, declarou ilegal as promoções do ex-secretário-chefe da Casa Civil, o coronel PM Eumar Novacki. A determinação partiu após o magistrado acolher uma ação proposta pela Associação dos Oficiais da Polícia Militar.

Com isso, o juiz ordenou que Eumar Novacki, que chegou ao posto de coronel, retorne para a situação de major da Polícia Militar. Esse era o posto de Novacki ocupava antes de assumir o cargo de secretário de Estado, durante a gestão do ex-governador Blairo Maggi (PR), atual senador eleito.

Ainda na decisão, Bertolucci decidiu que Novacki será obrigado a ressarcir toda a diferença recebida no período em que ocupou os postos de tenente-coronel e coronel. No ultimo período do Governo de Maggi, ele ficou como chefe da Casa Civil, órgão da articulação política do Estado. Pouco depois de deixar o cargo, Novacki foi promovido a coronel. A decisão do juiz é em 1ª instância e cabe recurso.

Esta é a segunda decisão contrária a uma promoção de Novacki. Em maio de 2009, o desembargador Evandro Stábille anulou a promoção dele e do atual secretário de Estado de Meio Ambiente, coronel Alexander Maia. Uma semana depois, a decisão foi revista e a promoção dos oficiais foi mantida.

Novacki foi promovido coronel por meio do Decreto 2.483, que foi assinado pelo governador reeleito Silval Barbosa (PMDB).



Com informações do site O Documento

 

Comente esta notícia