Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

29 de Novembro de 2014, 11h:25 - A | A

POLÍCIA / NA AV. FERNANDO CÔRREA

Quadrilha é presa após tentar fazer ‘saidinha de banco’ e balear mulher em ponto de ônibus de Cuiabá

Criminosos tentaram roubar vítima que havia sacado dinheiro da CEF. Homem fugiu e assaltantes atiraram contra ele, mas os tiros atingiram perna de mulher que estava no ponto de ônibus. Quadrilha foi presa pela PM minutos depois.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Quatro assaltantes foram presos tentando roubar um homem que havia acabado de sacar dinheiro em um banco da Caixa Econômica Federal, na frente da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na Avenida Fernando Côrrea da Costa, em Cuiabá. A vítima reagiu a ação criminosa e os bandidos atiraram contra ele. Porém, um dos tiros, atingiu a perna de uma empregada doméstica que estava em um ponto de ônibus. O caso ocorreu na manhã deste sábado (29).

Segundo informações do 1º Batalhão da Polícia Militar, Jessé Fagundes Lino de Arruda, de 33 anos e Adriano Benedito de Arruda, de 30 anos surpreenderam a vítima que saía da agência bancária. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Durante o roubo, o homem reagiu fugindo. Com isso, os dois atiraram contra ele. Mas os tiros atingiram uma das perna de uma empregada doméstica, que foi levada pela ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Pronto Socorro Municipal. Com o roubo fracassado, os bandidos fugiram.

Minutos depois a PM foi acionada e iniciou as rondas. Os policiais flagraram Djalma Conceição Almeida, de 35 anos e Ygor da Silva Nunes, de 19 anos em uma moto, armados com um revólver.  Os PM’s solicitaram a abordagem, mas os dois fugiram.

Durante a perseguição eles atiraram contra a viatura. Com isso, os policiais foram obrigados a revidarem os tiros, mas ninguém foi atingido.

A dupla só foi presa na Avenida Carmindo de Campos, após um cerco policial. Após serem detidos, eles confessaram a participação na tentativa de roubo e apontaram o paradeiro de Jessé e Adriano, que foram presos minutos depois.

Os quatro foram encaminhados a Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) da capital, para ser autuados por roubo. Em seguida, devem ser levados a Penitenciária Central do Estado (PCE).

 

 

Comente esta notícia