Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

30 de Junho de 2022, 08h:44 - A | A

POLÍCIA / LUZ NA INFÂNCIA

Operação cumpre mandados contra pedófilos em Mato Grosso e outros 12 estados

Além do Brasil, a ação de combate à pornografia infantil também cumpre mandados em outros seis países.

DO REPÓRTER MT



O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) deflagrou nesta quinta-feira (30) a nona fase da operação “Luz na Infância” em Mato Grosso e outros 12 estados. Além do Brasil, a ação de combate à pornografia infantil também cumpre mandados em outros seis países.

De acordo com a pasta, o objetivo é identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Ao todo, são 163 mandados de busca e apreensão. Eles estão sendo cumpridos pelas polícias civis estaduais, sob coordenação do ministério, nos seguintes estados: Mato Grosso; Alagoas; Bahia; Espírito Santo; Goiás; Maranhão; Mato Grosso do Sul; Pará; Paraíba; Paraná; Rio Grande do Norte; Rio Grande do Sul e São Paulo.

Leia mais

Técnico em informática é preso com fotos e vídeos de crianças nuas

Além disso, também estão sendo realizadas buscas em outros seis países. São eles: Estados Unidos; Equador; Costa Rica; Paraguai; Panamá e Argentina.

Segundo o G1, um homem foi preso em flagrante durante o cumprimento do mandado de busca na Bahia. Ele estava com imagens de pornografia infantil.

Na Bahia, um homem foi preso em flagrante durante o cumprimento do mandado de busca, após ser pego com imagens de pornografia infantil. Já no Espírito Santo, a operação se concentrou em três municípios. Mais informações sobre a ação devem ser divulgadas em entrevista coletiva, às 11h.

Outras fases

A oitava fase da operação, realizada em junho do ano passado, envolveu policiais civis de 18 estados, além dos Estados Unidos, Equador, Argentina, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos 176 mandados de busca e apreensão, no Brasil e nos quatro países.

Na ocasião, um técnico em informática foi preso em flagrante em Rondonópolis. Ele foi autuado pelo crime de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.  

Comente esta notícia