Cuiabá, 02 de Fevereiro de 2023
logo

04 de Novembro de 2014, 08h:20 - A | A

POLÍCIA / GOLPISTA NO FACE

Mulher usa ‘grupos de vendas’ para escolher alvos e comprar sem pagar

Mais de 10 vítimas da estelionatária já denunciaram crime na Polícia Civil. Outro golpista ainda é investigado em VG, acusado de realizar empréstimos consignados com o nome de terceiros.

DA REDAÇÃO



A Polícia Civil está tentando localizar uma mulher acusada de aplicar o golpe da ‘transferência falsa’, na compra de diversos tipos de produtos, e até cachorros na região da Grande Cuiabá.

Pelo menos 10 vítimas registraram Boletim de Ocorrência na Central de Flagrantes da Capital e Várzea Grande, após entregarem as mercadorias para golpista, e depois descobrirem que a quantia combinada não havia sido depositada em suas contas bancárias.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo relato das vítimas, a golpista usa o grupos de vendas no Facebook para escolher os alvos. Em um dos casos, uma mulher contou que encontrou com a suspeita no Shopping Goiabeiras, e ‘vendeu’ uma impressora e vários produtos, totalizados no valor de R$ 2 mil.

Com isso, outras pessoas, que levaram o mesmo golpe, surgiram no post e reconheceram a mulher, como autora do crime.
Com o golpe, a vítima compartilhou no mesmo grupo a foto da golpista e denunciou o caso. 

A suspeita teria fingido ter feito uma transferência bancária para ‘executar’ a compra.

Em seguida, pegou os produtos e foi embora. No entanto, quando a vítima tirou um extrato bancário, percebeu que a quantia combinada não havia sido depositava.

Não acreditando no possível golpe, a vítima ainda ligou no celular da estelionatária, que só deu desligado.

Em outro relato, a vítima D.X., disse que também registrou um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, após a suspeita ter ‘comprado’ um filhote de cachorro da raça Shitzu.

O anúncio da venda do cão também foi feito no mesmo grupo de venda do Facebook. No entanto, desconfiado do golpe D.X. conseguiu localizar a suspeita, que desistiu do crime e devolveu o cachorro.

A Estelionatária também é acusada de aplicar o golpe em uma sorveteria e uma loja de lingerie, no bairro Jardim Paulista, na capital.

De acordo com outro internauta, que foi vítima da golpista, ao registrar o B.O. na delegacia, descobriu que a mulher já havia sido denunciada em outros crimes parecidos, ocorridos em 2011, em Cuiabá e Várzea Grande.

 

Comente esta notícia

Joyce Prattes 04/11/2014

Outro fato que vem acontecendo MUITOOO nesses grupos, é a venda de medicamentos como antidepressivos, sibutramina como emagrecedores.. Nos anúncios até da pra perceber que algumas pessoas repudiam o ato, mas isso não é o suficiente para fazer com que o vendedor perceba o crime que esta cometendo e retire o anúncio; muitos dizem: "Eu SÓ estou oferecendo, compra quem quer!" Isso é um absurdo!

1 comentários

1 de 1