Cuiabá, 03 de Fevereiro de 2023
logo

03 de Novembro de 2014, 11h:30 - A | A

POLÍCIA / APÓS 3 MESES

Mulher que participou de sequestro de vereador de VG é presa

A prisão foi feita por policiais militares do 4º Batalhão e ocorreu em uma quitinete no bairro Jardim Potiguar, região do Zero Quilômetro, neste domingo (2).

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Eva Lesiane de Oliveira, de 24 anos, foi presa acusada de integrar uma quadrilha que sequestrou o vereador e presidente da Câmara de Várzea Grande, Waldir Bento (PDMB), há cerca de três meses.

A prisão foi feita por policiais militares do 4º Batalhão e ocorreu em uma quitinete no bairro Jardim Potiguar, região do Zero Quilômetro, neste domingo (2).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, registrados pela guarnição, o paradeiro da mulher foi feito aos PM’s por uma denúncia anônima.

Ao ser detida, Eva confessou a participação no sequestro de Bento e foi levada a Central de Flagrantes, para prestar esclarecimentos. A mulher deve ser interrogada nesta segunda-feira (3), na Delegacia de Roubos e Furtos (Derf).

Eva teria participado do crime, vigiando o vereador no cativeiro feito em uma residência, na região do bairro Engordador, em Várzea Grande.

O CRIME

Waldir foi sequestrado na noite do dia 23 de julho deste ano, em sua Toyota Hillux, quando, então candidato a deputado Estadual, voltava de uma reunião política, no bairro Mapim.

Durante o trajeto, o vereador foi abordado por um Critoen C3. Com isso, três homens saíram do carro e anunciaram o roubo.

Um dos criminosos entrou na caminhonete e obrigou o presidente da Câmara a dirigir até um cativeiro no Engordador, região próxima do Aeroporto de Várzea Grande. No local, Waldir foi amarrado e mantido refém. Em seguida, outros criminosos levaram a caminhonete. Somente às 5h, do dia 24, que o vereador foi liberado próximo da Ponte Sérgio Mota, entre Cuiabá e Várzea Grande. 

Muito assustado, Waldir pediu ajuda para populares que acionaram a PM. Quando os PM's chegaram, Waldir explicou onde foi mantido refém. A guarnição foi até o ponto exato, mas não encontrou ninguém.

Comente esta notícia