Cuiabá, 01 de Dezembro de 2022
logo

13 de Dezembro de 2016, 20h:30 - A | A

POLÍCIA / PAIS SÃO SUSPEITOS

Menina de três meses é torturada com agulhadas na cabeça em ritual

A menina está internada em estado grave, em Rondonópolis. O Conselho Tutelar denunciou o caso à Polícia que prendeu o casal.

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



Após ser torturada com ferimentos de agulha na cabeça, uma menina de apenas três meses está internada em estado grave, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal da Santa Casa de Rondonópolis (210 km ao Sul de Cuiabpa). Os pais dela são os principais suspeitos.

Os médicos da unidade submeteram a bebê a exames que constataram que ela tem duas agulhas alojadas na cabeça e outra no abdômen.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Wellington de Jesus Costa, 28, e sua esposa de 17 anos foram presos pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (12), na cidade de São Pedro da Cipa e são acusados de cometer o crime.

Segundo informações da Polícia Militar, depois de algumas sessões de tortura, a menina começou a passar mal e os pais a levaram para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rondonópolis. 

Ao chegar ao local, os médicos desconfiaram da informação dos pais e acionaram o Conselho Tutelar da cidade.

Em seguida, uma conselheira acionou a Polícia Militar, suspeitando que a menina fosse vítima de um “ritual”, já que possuía marcas de agulhadas na cabeça e nos pés.

Diante da denúncia, os policiais prenderam o casal em flagrante.

O casal foi encaminhado para a delegacia de Polícia da cidade, onde Wellington deve ficar preso temporariamente. 

A menor foi encaminhada para um Centro Socioeducativo.

 

A Polícia Civil investiga o caso.

Comente esta notícia