Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

16 de Novembro de 2016, 16h:40 - A | A

POLÍCIA / TRÁGICO

Marido mata mulher e comete suicídio em Várzea Grande

O fato aconteceu na tarde desta quarta-feira (16). As hipóteses de latrocínio ou de roubo, foram prontamente descartadas.

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) registrou, na tarde desta quarta-feira (16), a ocorrência de um assassinato, seguido de suicídio, no  bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

"Não havia sinais de luta, sinais de violência, ou algum sinal de arrombamento na residência. Vizinhos escutaram o barulho dos disparos e acionaram a Polícia. Eles não viram ninguém correndo próximo ao local. Por isso, acredita-se em um homicídio, seguido de suicídio", disse o comandante do 4º Batalhão da PM.

De acordo com informações, Orlando Rosa de Oliveira, de idade não confirmada, matou a esposa, Divina Francisca da Silva com um tiro na cabeça e depois cometeu suicídio, também com um disparo na cabeça. As mortes foram registradas dentro da casa onde o casal morava. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo informações preliminares, um filho do casal foi até o local e afirmou aos policiais que o casamento dos pais estava em crise e que Divino sempre teve comportamento agressivo. 

As hipóteses de latrocínio ou de roubo, foram prontamente descartadas. "A informação que a gente tem é que a razão do crime é passional. Os policiais acreditam que não seja roubo, pois no local, não havia sinais de luta, sinais de violência, ou algum sinal de arrombamento na residência. Vizinhos escutaram o barulho dos disparos e acionaram a Polícia. Eles não viram ninguém correndo próximo ao local. Por isso, acredita-se em um homicídio, seguido de suicídio", disse o comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Januário Antônio Edwiges Batista.

Policiais da DHPP estão no local e fazem a apuração dos fatos.

Peritos da Politec e Instituto Médico Legal (IML) também estão no local para as devidas providências.

 

homicidio.jpg

Comente esta notícia