facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024

23 de Maio de 2024, 11h:20 - A | A

POLÍCIA / CASO MACABRO

Mãe é presa por matar bebê de 10 meses e esconder corpo no freezer

O caso aconteceu no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

DIÁRIO DE PERNAMBUCO



Uma audiência de custódia vai definir, nesta quinta-feira (23), o futuro de Simary Rayane da Silva, de 27 anos.

Ela foi presa em flagrante pela Polícia Civil, na quarta (220, após matar a própria filha, um bebê de 10 meses, e esconder o corpo em um freezer durante 30 dias.

O caso aconteceu no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Mentiras

Conforme as informações repassadas para a polícia, Simary foi questionada várias vezes sobre o paradeiro da bebê, já que não circulava mais com ela pelo bairro.

A mulher alegava que Sofia estava sob os cuidados da bisavó e chegou a criar um perfil falso no Whatsapp para se passar pela parente. Assim, ela conseguia enganar os moradores alegando que a bebê estava bem de saúde.

No Dia das Mães, Simary foi a um restaurante e festejou a data sem a bebê, deixando os parentes preocupados. Eles foram até a casa da bisavó da criança, que disse que não via a criança há mais de 30 dias.

Audiência de Custódia

No procedimento jurídico, a frentista será ouvida por um juiz para constatar a legalidade no processo da prisão da acusada.

A audiência de custódia determinará a conversão da prisão em flagrante para prisão preventiva ou se será concedida liberdade para Simary.

Procurado pela equipe do Diario de Pernambuco, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), confirmou que a acusada deve ser apresentada ainda hoje (23), em audiência de custódia.

Comente esta notícia