Cuiabá, 02 de Fevereiro de 2023
logo

06 de Novembro de 2014, 11h:45 - A | A

POLÍCIA / ACERTO DE CONTAS

Homem é morto com tijoladas na cabeça em VG; vítima teria tentado matar rival há 15 dias

O corpo dele foi encontrado, na manhã desta quinta-feira (6), em uma residência, usada como boca de fumo (ponto de venda e uso de drogas), localizada na Vila São João, próximo a uma fábrica de refrigerantes, em Várzea Grande.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Lourenço da Silva, também conhecido como ‘Piveta’, de 25 anos, foi assassinado com golpes de tijolo na cabeça. O corpo dele foi encontrado, na manhã desta quinta-feira (6), em uma residência, usada como boca de fumo (ponto de venda e uso de drogas), localizada na Vila São João, próximo a uma fábrica de refrigerantes, em Várzea Grande.

A Polícia Militar acredita que o crime seja um acerto de contas, já que Lourenço havia tentando matar um traficante da região, há 15 dias, no bairro São Mateus, também na cidade.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Ao RepórterMT, o oficial de área do 4º Batalhão da PM, disse que Lourenço estaria usando drogas, na companhia de outros usuários, quando foi atacado na cabeça, com um tijolo. Os ataques não terminaram, nem quando o homem caiu.

Moradores ouviram gritos e acionaram a PM. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram apenas o corpo da vítima. O cadáver será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá.

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá já começaram as investigações do homicídio. Eles descobriram que Lourenço também já havia sido preso, acusado de ter matado outro usuário de drogas.

Divulgação 4º BPM

morto

Homem morreu com várias tijoladas na cabeça

MAIS MORTES

Também nesta quinta-feira (6), mas em Cuiabá, no bairro CPA III, o menor José Fernandes Amorim, de 16 anos, foi morto com um tiro nas costas, fugindo de dois homens em uma motocicleta. 

Ainda no local do crime, a mãe do menor informou aos policiais que o filho era usuário de drogas e que já havia sido preso, pelo crime de tráfico de drogas, em 2013. José cumpriu cumpria a pena no Centro de Ressocialização de Cuiabá (antigo Pomeri).

Comente esta notícia