Cuiabá, 26 de Setembro de 2022
logo

25 de Novembro de 2013, 15h:11 - A | A

POLÍCIA / MARECHAL RONDON

Denúncia faz esquadrão anti-bombas da PM esvaziar aeroporto

Polícia detonou objeto que estava escondido em uma mala dentro de banheiro

TITA MARA TEIXEIRA
DA REDAÇÃO



O Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar isolou parte do Aeroporto Marechal Rondon na manhã desta segunda-feira (25), para a retirada de um suposto artefato que estaria escondido dentro de uma mala no banheiro. A suspeita era de que se tratava de uma bomba.

Dentro da mala haviam duas caixas que foram detonadas. O esquadrão anti-bombas da PM, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Federal também deram apoio à ação.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A PF ainda fará perícia no objeto, mas adiantou ao RepórterMT que a denúncia foi falsa, já que na mala não havia uma bomba.

De acordo com informações do CIOSP, o objeto foi deixado em uma mala dentro do banheiro do Aeroporto e a polícia foi acionada para fazer o isolamento do local. Conforme a Infraero, as pessoas também foram retiradas de todas as áreas próximas do local, porém, o aeroporto continuou em funcionamento.

reprodução

Bolsa térmica que causou tumulto em VG

Há dois anos, uma outra suspeita de bomba na ala de desembarque do aeroporto Marechal Rondon levou a Infraero a isolar a área e fazer evacuação de funcionários e passageiros do saguão por cerca de 40 minutos. Uma bolsa térmica deixada próximo à escada que dá acesso à área administrativa havia sido encontrada por funcionários que suspeitaram de ser uma bomba.

A bolsa foi detonada e o material foi recolhido pelos peritos federais e encaminhado para a Superintendência da Polícia Federal de Cuiabá. Conforme a Polícia Federal, na bolsa térmica havia apenas garrafas de água, leite, iogurte e alguns objetos de bebê.

Comente esta notícia