Cuiabá, 01 de Fevereiro de 2023
logo

23 de Janeiro de 2023, 15h:45 - A | A

PODERES / CASSADO POR QUEBRA DE DECORO

Relator vota por anular cassação de Abílio, mas pedido de vistas adia decisão

O relator do processo votou pela anulação da cassação feita pela Câmara Municipal.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



O julgamento do recurso que visa anular o processo que cassou o ex-vereador e agora deputado federal eleito, Abílio Brunini (PL), por quebra de decoro parlamentar em 2020, foi adiado na tarde desta segunda-feira (23). O adiamento se deu após o desembargador Luiz Carlos da Costa pedir vista.

Em seu voto, o desembargador Marcio Vidal votou por acatar o recurso de Abilio e anular o processo de cassação na Câmara, mas a votação foi interrompida pelo pedido de vistas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A matéria estava em julgamento na Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).

Abílio foi cassado no dia 06 de março de 2020 por 14 votos favoráveis à perda de mandato e 11 contrários. Ele respondeu a um processo por quebra de decoro em razão de supostas agressões verbais a colegas e por excessos cometidos durante fiscalizações na área de Saúde.

No recurso, a defesa do político afirmou que a nulidade da sentença deve ocorrer por ter havido cerceamento de defesa, “uma vez que o Juízo singular a prolatou, de forma antecipada, sem observar que o caso exigia dilação probatória".

Durante a sessão, o relator Vidal proveu o recurso a Abílio e entendeu pela anulação da cassação do ex-vereador.

Entretanto, Luiz Carlos decidiu pedir vista do julgamento. "Eu quero verificar se está compatível com os votos para mim já proferidos ou se devo alterar o entendimento posterior", disse o desembargador.

Ainda não se sabe quando a matéria voltará para julgamento na Câmara do TJ.

Liminar para eleição 2022

Após a cassação, Abílio se tornou inelegível. No entanto, ele conseguiu na Justiça uma liminar que derrubou a decisão da Câmara Municipal para participar da eleição do ano passado.

Na disputa por uma vaga na Câmara Federal, Abílio conseguiu ser eleito deputado federal, com 87.072 votos.

Leia mais

Juiz nega recurso e mantém cassação de Abilio por quebra de decoro

Comente esta notícia