facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024

17 de Novembro de 2022, 07h:00 - A | A

PODERES / "FAÇAM SUA PARTE"

Mauro alerta para "epidemia de fome" no planeta e cobra países ricos

O governador discursou na segunda-feira (14), na 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 27), em Sharm El Sheik, no Egito.

DO REPÓRTER MT



O governador Mauro Mendes (União Brasil) cobrou nesta segunda-feira (14), o cumprimento, por parte dos países ricos, para que façam sua parte na luta pela preservação do meio ambiente atrelado ao desenvolvimento econômico para evitar uma "epidemia de fome no planeta".

"Que todos façam a sua parte. O Brasil já faz e a Amazônia já faz e eles precisam fazer a parte deles, colocando grandes recursos e não apenas migalhas como tem acontecido em grandes oportunidades”, disse.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Assim que nós vamos construir verdadeiramente a transformação que possa salvar o planeta com o clima, mas salvar o planeta de uma grande epidemia causada pela fome", completou em discurso durante a 7ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 27), em Sharm El Sheik, no Egito.

Durante a conferência, o governador subiu o tom e chamou de "balela" as ameaças que os países desenvolvidos direcionam ao Brasil por questões relacionadas à preservação da Amazônia e pediu "respeito" ao Brasil.

"O respeito e a verdade precisam ser colocados na mesa. Para que tudo aquilo que está surgindo, tudo aquilo que está sendo construído possa efetivamente trazer resultados para nós brasileiros e para todos os cidadãos desse planeta”, afirmou.

“Assim que meu estado e nossa Amazônia podem colaborar. Eu não venho aqui apenas atrás de recurso, mas de falar a verdade e colocar a verdade acima de tudo, nessa ordem e nessa discussão para que nós tenhamos respeito por aquilo que somos e a importância que temos dentro dessa agenda ambiental", declarou.

Comente esta notícia