facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
19 de Julho de 2024

01 de Novembro de 2017, 11h:57 - A | A

PODERES / EMPATOU OBRA

Emanuel admite 'barrigada jurídica' retira embargo da Trincheira da Guia

A suspensão da interdição ocorre depois que o Governo do Estado apontou a ilegalidade do embargo e recorreu à Justiça, na manhã desta quarta-feira (1º), para garantir a continuidade da obra.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



A Prefeitura de Cuiabá revogou nesta quarta-feira (1º) a interdição na obra de construção da trincheira no entroncamento das rodovias Helder Cândia (MT-010) e Emanuel Pinheiro (MT-251), que ligam Cuiabá ao Distrito de Nossa Senhora da Guia e Chapada dos Guimarães, respectivamente.

A suspensão da interdição ocorre depois que o Governo do Estado apontou a ilegalidade do embargo e recorreu à Justiça, na manhã desta quarta-feira, para garantir a continuidade da obra.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O procurador-geral do Estado, Rogério Gallo, falou em "barrigada jurídica", já que a Lei Complementar Municipal 102/2003 estabelece que um alvará só é exigido para obras de edificação urbana e não de mobilidade urbana, como é o caso da trincheira.

“A obra está autorizada, com todas as vias de acesso, desde setembro de 2016. Além disso, está se exigindo um alvará de obras para uma obra de mobilidade urbana. Isso também causa muita surpresa”, afirmou o procurador.

A Prefeitura argumentou que o embargo na obra foi feito porque o Governo não estava realizando as adequações necessárias para fazer o desvio e sinalização no local.

O secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, disse ter alinhado com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) a implantação de mais uma via de acesso à MT-251, no bairro Paiaguás, e a recomposição da pavimentação de outra rua no mesmo bairro, para que seja feito um binário.“Além disso, eles garantiram que farão a sinalização vertical nos desvios. Acreditamos que não teremos mais problemas e que o trânsito vai fluir melhor na região nos próximos dias”, disse Antenor.

Comente esta notícia

Marcelaum 01/11/2017

Agora é correr com a obra, pois o período chuvoso está chegando.

positivo
0
negativo
0

Ricardo Ramos 01/11/2017

Não dá para entender o Emanuel Pinheiro; o Estado está fazendo a obra para Cuiabá, quando a obrigação maior deveria ser do município, e ele vem e embarga. Só pode ser dor de cotovelo, pois não existe outra justificativa. em vez de ajudar ele vem e atrapalha. A mesma história acontece com o novo Pronto Socorro, que está sendo construído também pelo Estado, que vai ainda doar os equipamentos e o senhor prefeito, junto com o distinto senhor Valtenir, está sabotando e tentando desviar as emendas que atenderia a Saúde de todo Estado. Está parecendo que não quer administrar Cuiabá, mas tão somente sabotar o Governador. Situação que fica mais evidente se considerarmos que o EP está sempre ao lado deste excelentíssimo e nobre Valtenir.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1