facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Julho de 2024
19 de Julho de 2024

27 de Setembro de 2017, 15h:51 - A | A

PAPO RETO / CÂMERA ESPIÃ

Vídeo mostra onde coronel escondeu câmera para gravar Perri

DA REDAÇÃO



O tenente-coronel José Henrique Costa Soares teria feito imagens da farda utilizada para gravar o desembargador do Tribunal de Justiça, Orlando Perri. A farda foi entregue pelo tenente-coronel à Polícia Civil e nela estava acoplada uma câmera de vídeo escondida.

Soares teria sido orientado pelo ex-chefe da Casa Militar, Evandro Lesco, e sua mulher, Helen Christy Lesco, para que gravasse uma conversa com Perri, responsável pela investigação do esquema de "grampos" no âmbito das Polícias Militar e Civil, em Mato Grosso.

No entanto, o oficial revelou tudo à delegada Ana Cristina Feldner, que conduz as investigações. Segundo Soares, a intenção era utilizar qualquer frase ou palavra para solicitar o afastamento do desembargador do processo no TJ.

A câmera foi instalada pelo sargento da PM, Ricardo Soler.

Lesco, Helen e Soler foram presos nesta quarta-feira (27) por determinação de Perri, na Operação Esdras, que também culminou na prisão do secretário de Justiça, Airton Siqueira, e do secretário afastado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, além de outras três pessoas.

Veja o vídeo

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia