Cuiabá, 30 de Janeiro de 2023
logo

23 de Novembro de 2014, 15h:37 - A | A

PAPO RETO / STAFF DE TAQUES

Júlio revela que partidos pediram cargos do 2º e 3º escalões

Taques terá toda liberdade para escolher seus secretários, mas que o “acordo” já teria sido firmado com o governador eleito para que os cargos de secretário-adjunto, presidentes de autarquias e superintendentes sejam indicados pelos partidos que o apoiar

DA REDAÇÃO



O presidente regional do DEM, ex-governador, deputado federal e figura política folclórica de Mato Grosso, Júlio Campos, tem revelado nos bastidores que os partidos que apoiaram a campanha do governador eleito Pedro Taques (PDT), realmente aceitaram não fazer exigências quanto à composição do 1º escalão do Estado, mas que não abrem mão de compor o 2º e 3º escalões.

Em suas declarações, Júlio frisou que Taques terá toda liberdade para escolher seus secretários, mas que o “acordo” já teria sido firmado com o governador eleito para que os cargos de secretário-adjunto, presidentes de autarquias e superintendentes sejam indicados pelos partidos que o apoiaram. 

Quanto à escolha do secretariado, Júlio diz que não há nenhum nome do Democratas na eminência de assumir uma Secretaria, mas reforça que se Taques pedir o partido teria uma lista de nomes capacitados para todas as áreas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Severfino Morais 09/11/2015

Mas talvez o nobre político não tenha tomado conhecimento de pequenas pequenas mas importantes ocorrências. Sou filiado no DEM sob número 4976, desde 1991 e trabalhava no Governo, 5º escalão, até 20/01/2015. Apesar de ter trabalhado duramente na campanha do nosso Deputado reeleito e do Governador, fui exonerado e sem retorno na data citada e não consigo contato com ninguém para tentar retorno.

1 comentários

1 de 1