Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

16 de Dezembro de 2017, 09h:07 - A | A

PAPO RETO / “GANANCIOSO E IRRESPONSÁVEL”

Juíza condena ex-procurador-geral Chico Lima a 15 anos de cadeia; Nadaf pega 7

DA REDAÇÃO



A juíza Selma Rosane Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, condenou - no âmbito da Operação Sodoma 1 - o procurador aposentado do Estado Francisco de Andrade Lima Filho, o Chico Lima, a 15 anos e seis meses de cadeia por crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) – que também foi condenado no mesmo processo a 13 anos de detenção, mesmo depois de virar delator do esquema.

Ao sentenciar, a magistrada destacou que Lima é um sujeito "inescrupuloso" e cheio de "apetite por dinheiro público" nas ações criminosas do grupo. Foi ele, juntamente com outros secretários, que articulava e negociava recebimento de propinas para beneficiar empresários de Mato Grosso.

Já o ex-secretário da Casa Civil Pedro Nadaf, membro ativo da organização criminosa e delator do esquema, foi condenado com à metade da pena do procurador.

No caso de Nadaf, Selma Arruda o condenou a sete anos de prisão por concussão (exigir vantagens em função do cargo público), lavagem de dinheiro e organização criminosa.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Comente esta notícia