facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

10 de Julho de 2024, 09h:09 - A | A

PAPO RETO / EFEITO LEILÃO

Fávaro "enterra" retorno de Neri ao Governo Lula

DO REPÓRTERMT



A Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária já tem um novo comandante, o ex-deputado federal Guilherme Campos Júnior. Com a nomeação,publicada na terça-feira (9), fica enterrada a possibilidade de volta do ex-secretário Neri Geller.

Geller foi exonerado da pasta após suspeitas de fraude no leilão de compra de arroz importado.

Entretanto, conforme o ministro Carlos Fávaro (PSB) havia possibilidades de Neri retornar ao cargo, se ficasse comprovado a inocência dele diante as acusações sobre o polêmico leilão.

"A exoneração de Neri não se trata de um juízo de valores ou de condenação. Não se trata de fazer julgamento, mas é a total liberdade que precisa ser feita para se investigar. Em hipótese alguma, um ato de condenação. A transparência dada para evitar conflito de interesse é parte do papel do poder público. Precisa ser investigado", disse Fávaro, lembrando a demissão de Henrique Eduardo Ferreira Hargreaves, então ministro de Itamar Franco, que depois foi reconduzido ao cargo após o término das investigações daquela época em caso de suspeita de corrupção.

LEIA MAIS: Fávaro diz que demissão de Neri foi para prevenir conflito de interesses e que governo insiste na ideia de importar arroz

A fala foi feita, em junho, durante depoimento à Câmara dos Deputados.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia