Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

05 de Dezembro de 2016, 17h:20 - A | A

PAPO RETO / SEM PROPINA

Estado retoma empréstimo consignado após afastar Consignum

DA REDAÇÃO



A partir desta segunda-feira (5), a Secretaria de Estado de Gestão retoma os empréstimos consignados em folha de pagamentos para servidores públicos ativos e inativos. Agora, a gestão do Serviço de Controle de Consignação do Estado de Mato Grosso será feita pela Seges, em parceria com a Câmara Interbancária de Pagamento (CIP). Há algum tempo, o Governo busca alternativas tempo para substituir o antigo Termo de Cooperação firmado com a empresa Consignum.

Entre as novidades, está a gestão do processo, que será feita pelo próprio servidor. Num portal que será disponibilizado, ele poderá consultar a margem consignável, os empréstimos em andamento, realizar simulações, ver as taxas de juros dos bancos e enviar uma proposta. Após todas essas consultas, ele firmará o contrato que achar conveniente. Outra novidade é que os bancos só terão acesso à margem consignável do servidor come prévia autorização via sistema.

Antes, os empréstimos consignados eram gerenciados pela Consignum, do empresário Willians Paulo Mischur, alvo da 2ª fase da Operação Sodoma. Ele contou à Justiça que pagava propinas mensais, que variavam de R$ 500 mil a R$ 700 mil, ao grupo do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), para que a sua empresa continuasse responsável pela gestão dos empréstimos consignados dos servidores.

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia