facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 22 de Maio de 2024
22 de Maio de 2024

16 de Dezembro de 2010, 18h:39 - A | A

PAPO RETO /

Calote palaciano?



É grave a situação financeira do Estado. Apesar das inúmeras declarações de que o governo teve excesso de arrecadação, fontes palacianas informaram que ontem (15), uma reunião de emergência foi realizada na Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) entre dirigentes de secretarias, autarquias, empresas públicas e técnicos da Seplan e da Secretaria de Fazenda (Sefaz). Os técnicos teriam pedido para os órgãos empurrarem pagamentos de fornecedores para o ano que vem, para não prejudicar a folha do 13º salário dos servidores.

A exemplo do que já ocorreu na prefeitura, a idéia seria dar um "calote" nos fornecedores para não faltar dinheiro para pagar o benefício trabalhista. Os técnicos teriam argumentado que a medida é necessária para não ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Segundo as mesmas fontes, o governo teria gastado os tubos e são raras as secretarias que estão com as contas dentro do que manda a lei.

Se a situação se confirmar, o governador terá que tomar medidas urgentes e de impacto para frear a sangria dos cofres públicos. Mas se é assim, como fica toda aquela conversa de gestão eficiente tão propalada no governo Maggy, principalmente pelo seu "homem forte", Éder Maraes. Abre o olho governador!

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia