facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 21 de Junho de 2024
21 de Junho de 2024

18 de Novembro de 2022, 06h:04 - A | A

OPINIÃO / AFONSO MORAIS

Copa do Mundo é a bola da vez para golpes digitais



Estamos em um período muito propenso a golpes digitais, com a Black Friday e até mesmo a Copa do Mundo. Aproveitando-se da emoção em alta da população os criminosos digitais criam diversas iscas relacionadas aos temas, que vão desde promoções, até mesmo relacionadas a figurinhas da Copa, por isso é preciso prevenção.

A Copa do Mundo da FIFA 2022 será no Catar e acontecerá entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro atraindo cibercriminosos. Entendimento de como funcionam os golpes é fundamental para tentar coibir esses ataques pelas quais as pessoas podem acabar sendo vítimas de golpes. O objetivo é roubo de informações, roubo de dinheiro das vítimas ou até mesmo extorsão.

Na Copa as iscas podem ser compras falsas e ofertas de brindes que não existem, por exemplo. Os cibercriminosos utilizam diversos modelos de e-mails e outras mensagens falsas referentes ao tema. Por exemplo, eles informam as pessoas que foram escolhidas ou sorteadas com prêmios de supostos ingressos para os jogos da Copa do Mundo.

Mas, a verdadeira intenção é normalmente a mesma, roubar dados pessoais, dinheiro ou baixar malware e aplicativos suspeitos no computador da vítima.

Também temos conhecimento de várias campanhas de phishing, que é uma ação usa técnica de engenharia social usada para enganar usuários de internet, obtendo informações confidenciais, como nome de usuário, senha e detalhes do cartão de crédito.

Nelas se tenta enganar usuários desprevenidos, levando-os a acreditar que foram ganhadores de supostos sorteios e que receberão prêmios em dólar ou na moeda local. Para receber o suposto dinheiro, a pessoa é orientada a responder um e-mail em um formulário, que deve ser preenchido com diversas informações pessoais, tais como nome completo, data de nascimento, número de telefone, CPF, profissão, entre outras.

Além disso, as vítimas são orientadas a fornecer o nome e o número de telefone de uma pessoa para contato e alguns casos indicar alguns amigos para serem indicados para participarem da premiação.

Ainda nesses casos, muitas vezes os criminosos conseguem ainda roubar alguma quantidade em dinheiro da vítima, informando que o mesmo tem que fazer algum pagamento antes para receber algum prêmio.

Para fugir desses golpes é preciso alguns cuidados:

- Duvide de qualquer e-mail ou mensagem que receber, mesmo que seja de uma pessoa desconfiança. Também verifique o endereço de e-mail e o telefone que enviou a mensagem.

- Fique atento a questão da ortografia e verificação gramatical, geralmente os golpes contêm erros, sendo assim uma forma eficaz de identificar um golpista. Muitas vezes os criminosos usam tradutores online para ampliar o alcance das fraudes.
- Cuidado com seus dados - informações pessoais com telefone, CPF, endereço e número de cartões, dentre outros, devem ser fonte de grande preocupação. Evite colocar esses dados em qualquer formulário e sempre se preocupe se o site que for cadastrar seja realmente seguro.
- Cuidado ao clicar - sei que o impulso pode ser grande, pois a chamada é atrativa, mas só clique em links se tiver certeza de que esse é seguro. Para isso observe se à esquerdo do endereço do site se tem uma imagem de cadeado, que significa segurança, também averigue se o site tem a sigla ‘https’ no endereço da web. Busque sempre as páginas oficiais.
- Cuidado com suas senhas - busque sempre ter senhas diferentes para cartões, sites e cadastros, e também procure alterar constantemente. Evite dados mais simples como o nome e 123 na sequência e a data de nascimento, etc...
- Priorize pagamento no cartão de crédito - para as compras online essa é a mais seguras, pois simplifica o cancelamento, permitindo que o cliente conteste a cobrança e solicite o reembolso do valor e identifica possíveis fraudes. Evite transferência bancária ou boleto.
- Fuja de condições extraordinárias - ‘quando o milagre é demais’, é fundamental desconfiar, as propostas com descontos sensacionais são as mais usadas para os golpes, por isso não acredite nessas situações.
- Atualize sempre seu antivírus - busque estar sempre com antivírus atualizados para proteger os sistemas operacionais de computadores e smartphones, isso dificulta a instalação de programas maliciosos, também faça varreduras constantes.
- Busque fontes confiáveis de informação - é importante estar sempre esperto e atualizado sobre novos golpes, mas sempre busque informações de fontes confiáveis, lembrando que grupos de WhatsApp são os maiores disseminadores de Fake News.

Afonso Morais é Sócio Fundador da Morais Advogados Associados e especialista em combate a fraudes financeiros e em recuperação de crédito empresarial.

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia