Cuiabá, 13 de Agosto de 2022
logo

06 de Agosto de 2022, 12h:10 - A | A

NACIONAL / VEJA O VÍDEO

Homem que morreu em explosão mataria esposa, diz testemunha

Djanir Coutinho, 36 anos, morreu carbonizado após entrar no carro com uma garrafa cheia de gasolina e acender o cigarro, no interior de SP

Gabriela Marçal
Metrópoles



São Paulo – Djanir Luiz Rosa Coutinho, 36 anos, morreu carbonizado na quinta-feira (4/8) após entrar no carro com uma garrafa pet cheia de gasolina e acender um cigarro. O veículo explodiu em Barra do Turvo, no interior de São Paulo.

“Pelo olhar dele, a intenção era de fazer a tragédia ali. Se não tivesse a intenção, não teria levado 2 litros de gasolina em uma garrafa pet. Sabia que ele ia provocar uma tragédia. No momento, só queria salvar a mulher dele, porque ela falou que ele iria matá-la. Foi tudo rápido”, relatou uma testemunha ao G1.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Pouco tempo antes da explosão, Djanir foi impedido de entrar no Conselho Tutelar, onde estavam a esposa e a filha.

Veja o vídeo:

Pessoas que estavam no local tentaram apagar o fogo com mangueiras de água e extintores de uma delegacia próxima, mas ele não sobreviveu. Leia mais em Metrópoles

Comente esta notícia