Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

13 de Dezembro de 2017, 08h:06 - A | A

NACIONAL / CAIU EM RIBANCEIRA

Acidente com ônibus de sacoleiros deixa 5 mortos e 26 feridos no interior de São Paulo

Três estão em estado grave. Veículo caiu em uma ribanceira após colisão com um caminhão na Rodovia Assis Chateaubriand, na região de Parapuã.

G1/SP



Um acidente envolvendo um ônibus de sacoleiros e um caminhão carregado com laranjas deixou cinco mortos e 26 feridos na noite desta terça-feira (12) na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), região de Parapuã, cidade a 558 km de São Paulo, no Oeste do estado.

O acidente ocorreu por volta de 21 horas no km 372, a cerca de 60 km de Presidente Prudente. O ônibus estava voltando do Paraguai e após bater no caminhão capotou e caiu em uma ribanceira. No local, a pista é simples. O destino final era a cidade de Araçatuba (SP).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Três dos 26 feridos estão em estado grave: duas mulheres, uma de 34 e outra de 53 anos, e um homem de 51. Outros 15 tiveram ferimentos leves e foram liberados após atendimento na Santa Casa de Parapuã. Das duas pessoas que foram encaminhadas para a Santa Casa de Osvaldo Cruz, uma foi liberada e a outra transferida para a Santa Casa de Tupã. Dos seis feridos que foram levados para a Santa Casa de Rinópolis, dois permanecem internados, um foi transferido para a Tupã e três foram liberados.

Um terceiro veículo se envolveu no acidente. Um Astra com placas de Rinópolis foi danificado e seu motorista não teve ferimentos.

A pista chegou a ser interditada totalmente, mas uma das vias foi liberada para operação no sistema pare e siga.

O caminhão, que estava carregado com laranjas, continua na ribanceira, onde caiu depois da batida.

Já o ônibus passou por uma perícia preliminar durante a madrugada e pela manhã desta quarta-feira (13) foi levado para um pátio da Polícia Militar Rodoviária, em Tupã, onde vai passar por outra perícia. A mercadoria adquirida no Paraguai permanece no ônibus.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Tupã.

Comente esta notícia