Cuiabá, 06 de Outubro de 2022
logo

14 de Novembro de 2013, 10h:24 - A | A

JUDICIÁRIO / CORTE DE R$ 3,1 MILHÕES

TRE terá que readequar receita para eleições de 2014

TSE cortou cerca de R$ 3 milhões do valor pedido para o próximo ano

DA REDAÇÃO



O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso terá que readequar o orçamento para as Eleições de 2014. A instituição tinha solicitado ao Tribunal Superior Eleitoral o valor de R$ 12 milhões, contudo, somente será disponibilizado R$ 8,9 milhões para realizar o pleito do próximo ano.

A proposta orçamentária para custeio das eleições gerais de 2014 em todo o Estado de Mato Grosso foi enviada pelo TRE-MT ao TSE em maio deste ano. Na ocasião, o valor solicitado de R$ 12 milhões teve por base o valor gasto na eleição anterior, com os acréscimos inflacionários e considerações acerca do aumento do número de eleitores e de locais de votação.

O diretor geral do Tribunal Regional Eleitoral, Mauro Sérgio Rodrigues Diogo, explicou que TSE promoveu o ajuste no orçamento de todos os tribunais regionais.

“O TSE analisa as propostas orçamentárias de todos os tribunais eleitorais do país e é de praxe que promova ajustes, conforme o orçamento disponível para todo o país, ainda que a proposta de Mato Grosso esteja coerente e adequada à realidade da instituição. O ajuste é necessário porque o próprio TSE dispõe de uma limitação orçamentária”.

Com o ajuste, o custo do voto por eleitor ficou em R$ 6.26. Na eleição municipal de 2012, o custo do voto por eleitor foi de R$ 5,39.

Mauro Diogo garantiu, entretanto, que mesmo com o ajuste na proposta orçamentária inicial, todo o processo eleitoral irá transcorrer sem prejuízos à segurança, transparência e legitimidade do pleito. “Serão feitas as adequações necessárias conforme o orçamento aprovado pelo TSE”.

O recurso autorizado será utilizado para o custeio de todas as ações necessárias para a realização de uma eleição, entre elas: transporte de urnas eletrônicas; contratação de apoio técnico, administrativo e operacional; combustíveis; adicional de passagens aéreas e terrestres; serviços de comunicação em geral; locação de veículos; alimentação de servidores, colaboradores, mesários e escrutinadores; ações educativas; diplomação dos eleitos; aquisição e locação de rádios transmissores; instalação de redes/comunicação de dados; reparos e adaptações dos locais de votação e apuração; seguros em geral e ações de treinamentos.

Eleições 2014

A eleição em Mato Grosso é considerada a maior operação logística do Estado. No dia do pleito são mobilizadas 44 mil pessoas entre mesários, escrutinadores, servidores da Justiça Eleitoral, colaboradores, policiais e empregados de empresas terceirizadas. Desse total, em torno 25 mil são mesários.

No dia 5 de outubro de 2014 os 2.096 milhões de eleitores de Mato Grosso irão às urnas para eleger presidente da República e vice-presidente, governador e vice-governador, 8 deputados federais, 24 deputados estaduais e um senador.

Comente esta notícia