Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

21 de Novembro de 2013, 10h:02 - A | A

JUDICIÁRIO / DECISÃO

Justiça suspende pensão de viúva de ex-deputado

O magistrado observa ainda que o benefício concedido gerou prejuízos ao erário

ASSESSORIA



A Justiça determinou que o Estado suspenda imediatamente o pagamento de pensão especial de R$ 1.890,43 a Eudires Maria de Oliveira, viúva do ex-deputado estadual Amorésio de Oliveira. Ela recebeu a pensão por quase 20 anos.

A decisão é do juiz Alex Nunes de Figueiredo da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular. Ele destaca que a Lei Estadual nº 4.731/1984 e sua alteração pela Lei nº 5.973/92, que permitem a concessão da pensão especial às viúvas de ex-deputados, foram declaradas inconstitucionais.

Isso porque o benefício viola os princípios da isonomia, impessoalidade e da moralidade administrativa, porque “desiguala o tratamento entre as viúvas dos ex-deputados e de todos os cidadãos que se submetem ao regime geral de previdência social”.

O magistrado observa ainda que o benefício concedido gerou prejuízos ao erário e à imensa maioria da população de baixa renda, que precisa trabalhar por vários anos e contribuir com a previdência para ter a aposentadoria.

"É evidente, que a viúva de um ex-deputado estadual não pode receber subsídio desta natureza, pois seu cônjuge não mais ocupa a função que lhe foi atribuída, não compõe os quadros do estado, nem sequer como inativo, além de não ter contribuído para o regime previdenciário, como exigido”, destaca o juiz.

Clique aqui para ver a decisão.

Comente esta notícia