facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 19 de Junho de 2024
19 de Junho de 2024

21 de Dezembro de 2022, 11h:28 - A | A

GERAL / VEJA VÍDEO

Xavante de MT vai a Brasília participar de protestos e desaparece por 11 dias

Rapaz foi encontrado em um quiosque nessa terça-feira (20).

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



O indígena mato-grossense Dirceu Tsai’Ré Tsõreró, de 19 anos, foi encontrado depois de onze dias desaparecido em Brasília. Ele é da etnia Xavante e saiu de Primavera do Leste (243 km de Cuiabá) para participar dos manifestos que contestam a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em frente ao Quartel General do Exército.

Segundo a imprensa local, ele estava há dez dias embaixo de um quiosque da região. O garoto foi encontrado abatido, com um dos pés machucados e com dificuldades para andar. Ele foi levado de volta para frente do QG do Exército.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O indígena está em Brasília desde o dia 2 de dezembro, quando desembarcou junto com outros integrantes do povo indígena Xavante de Mato Grosso. O garoto foi localizado graças a uma ação conjunta das Polícias Militar e Civil do Distrito Federal, além da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Em vídeo divulgado pelo site Metrópoles, familiares do garoto agradecem as autoridades que trabalharam para encontrá-lo.

“Obrigado Polícia Civil por ter feito um trabalho eficiente para achar meu cunhado Dirceu”, diz um indígena. (Veja vídeo abaixo).

Os protestos, que são realizados na porta de quarteis de todo o país, tiveram início logo após a divulgação do resultado da eleição presidencial, no dia 30 de outubro. Eles pedem intervenção das Forças Armadas e esperam impedir a posse de Lula, em 1º de janeiro.

 

Comente esta notícia