Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

14 de Dezembro de 2017, 17h:03 - A | A

GERAL / PREVENÇÃO DE CRIMES

Região central de Cuiabá recebe reforço policial neste fim do ano

Nesta quinta-feira (14), na Praça Alencastro, em Cuiabá, policiais militares participaram da abertura oficial da “Operação Fim de Ano Seguro” da região central.

DA REDAÇÃO



A Polícia Militar vai reforçar o policiamento preventivo e ostensivo no centro de Cuiabá. Com aumento de 60 policiais todos os dias, as ações irão se concentrar nas principais regiões da Capital para garantir a segurança ao comércio e os consumidores nas compras de fim de ano.

Com maior aporte de viaturas, motocicletas, bicicletas e policiamento a pé, as regiões centrais serão monitoradas dia e noite.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Nesta quinta-feira (14), na Praça Alencastro, em Cuiabá, policiais militares participaram da abertura oficial da “Operação Fim de Ano Seguro”. A operação já é realizada desde 1º de dezembro nos 141 municípios do Estado. Participaram do evento representantes do comércio, sociedade civil organizada e do executivo municipal.

O comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Fábio Luiz Bastos, destacou que a corporação está empenhada para garantir a segurança aos comerciantes e consumidores.

“Aumentamos o efetivo para ampliar ainda mais o nosso trabalho neste período de grande fluxo de pessoas no centro. Vamos atuar diuturnamente para que o cidadão possa andar com segurança”, enfatizou destacando que vários bairros compõem a área de atuação do 1º Batalhão, entre eles, Porto, Beira Rio, Jardim Paulista, Dom Aquino, Boa Esperança, Lixeira e Areão.

Ainda segundo o comandante, a população também deve se atentar com alguns cuidados básicos ao transitar pelo centro, a exemplo de manusear dinheiro em lugares reservados e não ficar o tempo todo conectado ao celular. “O aparelho telefônico é um atrativo para quem está disposto a cometer delitos”, afirmou.

Com experiência no comércio varejista, o presidente do Sindicato Intermunicipal do Comércio de Tecidos, Confecções e Armarinhos de Mato Grosso (Sincotec), Roberto Peron, assegurou que a parceria do comércio com a Polícia Militar garante excelentes resultados no enfrentamento à criminalidade.

“A atuação em conjunto dos comerciantes com a Polícia Militar é realizada desde 2007. A Polícia Militar tem papel fundamental para garantir a segurança dos comerciantes”, destacou.

Comerciante em uma barraca de pastel em frente à Prefeitura de Cuiabá, Oséias Amorim Vieira, 19 anos, disse que é perceptível a atuação da Polícia Militar e isso contribui para o aquecimento nas vendas.

PMMT

Inês Rodrigues Facaia

Inês Rodrigues Facaia diz que está feliz em ver a polícia na rua.

“Trabalhamos das 7h às 23h e o movimento tem sido maior a cada dia. Somente na opção de pastel vendemos cerca de 300 unidades por dia. Acredito que vai melhorar ainda mais”, sinalizou.

Já Inês Rodrigues Facaia, cabeleireira autônoma, disse que frequenta diariamente a região central e que está satisfeita em ver os policiais na rua. “Muito bom ver a atuação Polícia Militar no Centro. Isso garante mais segurança para quem passa por aqui todos os dias”, destacou.

No Estado

A Operação Fim de Ano Seguro começou nos 141 municípios de Mato Grosso em 1º de dezembro. As ações preventivas e ostensivas ocorrerão até o dia 02 de janeiro em Mato Grosso. A atuação é integrada, com a disponibilização do efetivo dos comandos regional e especializado e utilização de análise criminal e inteligência para a definição de prioridade.

As estratégias incluem pontos de estacionamento em locais e horários de grande circulação de pessoas; bloqueios; policiamento ostensivo a pé e policiamento motorizado.

Também na Capital e em Várzea Grande, o reforço conta com a unidade móvel do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), que monitora as câmeras espalhadas em diversos pontos das cidades e é responsável por coordenar o atendimento e despacho de ocorrências de emergência. As ações são realizadas pelas forças de segurança, Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Comente esta notícia