Cuiabá, 09 de Dezembro de 2022
logo

06 de Dezembro de 2016, 11h:30 - A | A

GERAL / DESOCUPAÇÃO

Prefeitura vai retirar vendedores ambulantes do Centro de Cuiabá

Os vendedores ambulantes têm até esta sexta-feira (7) para deixar o Centro Histórico. Após a data, a Prefeitura vai iniciar a desocupação da área.

DA REDAÇÃO



Os vendedores ambulantes irregularmente localizados no Centro Histórico de Cuiabá, mais precisamente nas Praças Ipiranga, República, Boa Morte e Maria Taquara serão notificados para deixar o espaço, na quarta-feira (7).

A ação, que abrange também os comerciantes alocados nos calçadões e demais locais que compreendem a região central, visa cumprir uma determinação judicial da Vara Especializada do Meio Ambiente a pedido do Ministério Público. A desocupação acontecerá no prazo de 15 dias.  

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Como já diz o próprio nome, o Centro possui estruturas históricas antiguíssimas e algumas em estado de fragilidade que podem ficar comprometidas com o intenso fluxo que a presença dos ambulantes gera ali. Não podemos correr o risco de prejudicar esse aspecto tão crucial da cidade e por isso faremos o processo de notificação para alertar os vendedores, os orientando a se retirar da região antes de qualquer punição prévia ou apreensão de mercadoria. Cremos que, ao avisarmos os camelôs previamente, vamos evitar eventuais transtornos e constrangimentos desnecessários”, diz Eduardo Henrique de Souza, secretário municipal de Ordem Pública.

Após a notificação, os ambulantes terão o prazo de 48 horas para se retirar, o que corresponde até a sexta-feira (9).

Com o fim do período de tolerância, uma força tarefa composta pela Secretaria Municipal de Ordem Pública, Polícia Militar e Civil atuará de maneira punitiva na região, multando, retirando e até prendendo todo e qualquer vendedor que permanecer ou voltar a ocupar as calçadas e logradouros públicos do Centro Histórico.  

“Desde já queremos deixar o alerta para os ambulantes, para que não aleguem que foram pegos desprevenidos. Não é nosso objetivo gerar qualquer situação desconfortável com os camelôs, mas precisamos fazer cumprir a intimação e garantir a fluidez do passeio público com a desocupação dos vendedores. Portanto, esperamos que eles cooperem com a Prefeitura de Cuiabá e atendam os fiscais da Ordem Pública ao serem notificados. Dessa forma, daremos sequência no procedimento de forma pacífica e tranquila”, conclui Noelson Silva Dias, secretário-adjunto de Fiscalização.

Comente esta notícia

Zé Guaporé 07/12/2016

Me parece que as pessoas hoje não sabem mais o significado das palavras. Se não, vejamos: ABULANTE: Itinerante, Não fixo, que se movimenta, anda; Logo quem monta suas barracas para vender, comprar, prestar serviços, nas ruas e calçadas, não é ambulante e sim fixo. Daí devem sob as normas legais, serem retirados daquele local, pois estão completamente contrárias as leis, além de prejudicar o trabalho de outros estabelecimentos devidamente legais.

1 comentários

1 de 1