facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 20 de Junho de 2024
20 de Junho de 2024

13 de Dezembro de 2022, 16h:50 - A | A

GERAL / FIM DE UMA ERA

Indea e parceiros promovem evento para celebrar última vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso

Imunização ocorre anualmente há três décadas, enquanto há 26 anos nenhum caso é registrado no estado

DO REPÓRTER MT



O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea/MT) e o Sindicato Rural de Água Boa promovem, nesta quinta-feira (15.12), no município, um evento para celebrar o encerramento das etapas de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso.

Serão realizadas atividades em campo na Fazenda Agropecuária Jerusalém, distante cerca de 11 km da cidade, para o registro da última imunização, após 30 anos de campanhas efetivas e anuais de vacinação e 26 anos sem registro do vírus da febre aftosa circulando no Estado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

No Sindicato Rural de Água Boa será proferida uma palestra pela fiscal do Indea, Rísia Lopes Negreiros, sobre o histórico de combate à febre aftosa em Mato Grosso.

Na sequência, o analista de pecuária da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos de Carvalho, aborda o tema Vigilância Compartilhada para a Febre Aftosa, dentro do Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA).  

Na nova fase que o estado de Mato Grosso vai ingressar - sem vacinação do rebanho bovino -, a participação dos produtores rurais, em parceria com o Indea, será fundamental. Caberá aos proprietários rurais e trabalhadores ficarem mais atentos aos sinais de doenças e comunicar o Indea qualquer alteração.

A presidente do Indea, Emanuele Almeida, participará do evento, bem como o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, além de representantes da Famato, Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Sindicato das Indústrias de Frigoríficos (Sindifrigo), Fundo Emergencial de Saúde Animal de Mato Grosso (FESA), Superintendência Regional do Ministério da Agricultura e a Associação Mato-grossense dos Criadores de Ovinos (Ovinomat).

Comente esta notícia