Cuiabá, 20 de Agosto de 2022
logo

12 de Dezembro de 2017, 10h:51 - A | A

GERAL / FAMÍLIA A BORDO

Grupos fazem buscas na mata a procura de avião desaparecido em MT

A região onde as buscas se concentram é onde o piloto fez contato pela última vez com a mãe e, segundo testemunhas, foi visto tentando fazer um pouso forçado.

CAMILA PAULINO
DA REDAÇÃO



Na manhã desta terça-feira (12) familiares, amigos e voluntários começaram a fazer buscas em uma região de mata, nas proximidades de um assentamento rural em Juruena (880 km a Noroeste de Cuiabá), para tentar encontrar o avião modelo Paradise P1, prefixo PU-MMT, que desapareceu no sábado (9).

Além do piloto Leandro Ferreira Pascoal, estavam na aeronave a esposa dele, Franciele Risseto Pascoal, e o filho do casal, Felipe Pascoal, de um ano e meio.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A região onde as buscas se concentram é onde o piloto fez contato pela última vez com a mãe e, segundo testemunhas, foi visto tentando fazer um pouso forçado.

A mãe do piloto, Marina Ferreira Pascoal, disse ao que o pai de Franciele saiu de Colniza – onde ele mora -  e foi para a região buscar informações sobre o caso.

“O pai da minha nora passou pelo assentamento que fica na região onde o avião foi visto pela última vez tentando pousar e depois alçou voo novamente. Uma testemunha disse que viu o avião passando próximo às árvores, chegou próximo de um paredão e conseguiu subir de novo. Após isso, não ouviram mais o barulho do motor. Então eles montaram alguns grupos para cercar a área e continuar as buscas em uma região de mata”, disse a mãe.

As equipes de Busca e Salvamento Aéreo (Salvaero) da Força Aérea Brasileira (FAB) também auxiliam nas buscas, fazendo sobrevoos com um avião modelo SC-105 Amazonas e o helicóptero H-1H em busca de encontrar algum sinal na mata.

A FAB informou que o modelo da aeronave é considerado como experimental ou ultraleve.

As fortes chuvas que caem na região nos últimos dias têm dificultado as buscas.

As cidades de Alta Floresta e Cuiabá estão servindo de base operacional e fazendeiros e amigos da família também estão ajudando com aeronaves particulares.

Equipes do Corpo de Bombeiros e forças militares também auxiliam nas buscas. 

As investigações serão de responsabilidade da Polícia Civil.

Leandro era pecuarista, costumava visitar seus pais em Juara (696 km ao Norte de Cuiabá) e estava acostumado e fazer este trajeto. 

O caso

A família saiu de Colniza (1.114 km ao Norte de Cuiabá) com destino à cidade de Juara, onde mora a família do piloto.

A mãe de Leandro relatou que o filho ligou durante a manhã de sábado, dizendo que estava em Juruena e perguntou como estava o tempo na região.

Chovia bastante no momento, mas o piloto garantiu que em até uma hora chegaria em Juara.

Familiares tentaram por diversas vezes fazer contato por rádio e telefone com o piloto, mas não obtiveram respostas.

No período da tarde de sábado, quatro equipes em aeronaves fizeram buscas ao avião que transportava a família. Essas equipes sobrevoaram e buscaram informações em pistas de pouso.

A mãe disse que uma pessoa avisou que viu uma aeronave de porte pequeno retornando pelo trajeto que o piloto faria, mas nada foi encontrado até o momento. 

 

Leia mais

FAB concentra buscas onde piloto fez contato pela última vez antes de avião cair na mata

FAB reforça buscas por aeronave que desapareceu com piloto e família           

Força-tarefa busca avião que desapareceu com piloto e família em MT

 

Comente esta notícia