Cuiabá, 30 de Junho de 2022
logo

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2011, 15h:46 - A | A

EDUCAÇÃO

Governo antecipa matrículas em creches após fila antecipada de pais

Mais de 75 pais fazem vigília com barracas em frente das escolas

MAYARA MICHELS

A Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso (Seduc/MT) antecipou para esta terça-feira (25) a abertura oficial do calendário de matrículas das creches Maria Eunice Duarte e Nasla Ashar. O motivo foi o grande número de famílias que acamparam em frente as creches para garantir a vaga aos filhos. A data foi antecipada, pois estava programada para o dia 4 de novembro.

Os pais tem feito vigília com barracas em frente das unidades. No total são 90 vagas oferecidas pelas creches. Elas estão localizadas no Centro Político Administrativo e região do CPA, em Cuiabá. Os pais estão acampados desde a manhã de quinta-feira (20).

 O servidor público Abel Domingos – pai de uma criança de dois anos, disse que tem revezado com sua esposa e alguns familiares a sua permanência na fila. Ele contou que a qualidade do ensino e as condições de segurança e infraestrutura da creche foram às razões pelo qual disputasse com outras famílias uma das vagas oferecidas. Ele está desde a manhã de quinta-feira no local.

Para a comerciante Maria Carmem da Silva, a situação econômica foi um fator decisivo na tomada de decisão e ir acampar no local. Segundo ela, o preço médio de uma creche na região onde reside varia em torno de R$ 350 reais ao mês. “O valor pago de uma mensalidade ao mês acaba que comprometendo o orçamento mensal da família”, disse ela.

A secretária adjunta de Políticas Educacionais da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Fátima Resende, explica que a medida foi adotada em comum acordo entre as direções das unidades visando o melhor atendimento aos pais de alunos. “Não possuímos capacidade de ampliação para atendimento da demanda porque é de atribuição dos municípios prestar esse atendimento”, finalizou.

Comente esta notícia

Bene 25/10/2011

Lamentável. Não há respeito, não podemos acreditar nos compromissos políticos. Datas, planejamento, nada tem valor!

1 comentários

1 de 1