Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

23 de Dezembro de 2014, 09h:58 - A | A

VARIEDADES / FAMOSOS

Deborah Secco confessa: “Quero muito ser mãe”

Ela vence depressão, descobre novos valores e passa a priorizar o amor

UOL - CARAS



O ano chega ao fim com uma grande certeza para Deborah Secco (35). “Eu mudei radicalmente. E não foi fácil”, conta, impregnada das emoções. Privações, a descoberta da morte e até uma depressão — durou cerca de quatro meses e precisou ser internada algumas vezes —, a levaram por um caminho tortuoso, mas de muita reflexão. Ao chegar ao fim, no entanto, a atriz se vislumbra feliz e totalmente renovada. Solteira, passou a encarar o fato sem ansiedade. “Foi ótimo ficar sozinha e ver que sou capaz disso. Que estou feliz, plena e a vida segue lindamente”, justifica. A grande condutora de tantas mudanças em Deborah foi Judite, sua personagem em Boa Sorte, uma ex-viciada e soropositiva que vive o amor pela primeira vez, em cartaz nos cinemas do País. Elogiadíssima por sua atuação, repleta de nuances entre a intensidade e a fragilidade, a atriz chegou a perder 11 quilos para o papel, atingindo 44. Depois, não só voltou ao peso normal, 55, como ganhou mais 14 para rodar o longa O Troco, com estreia prevista para o primeiro semestre de 2015. Em uma das melhores fases da carreira, no ar na global Boogie Oogie e já escalada para gravar a partir de março a próxima trama das 11, de Walcyr Carrasco (63), Deborah sente-se confortável e segura para finalmente buscar o verdadeiro amor e construir sua família: “Quero muito ser mãe”, avisa.

Comente esta notícia