Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

10 de Novembro de 2016, 11h:20 - A | A

POLÍTICA / MUDANÇA NO STAFF

Base aliada de Taques confirma indicação de Wilson na Secid; governo não oficializou escolha

Apesar da indicação, o secretário da Casa Civil, Paulo Taques declarou que até o momento não há nenhuma confirmação de quem ficará com o cargo.

RAFAEL DE SOUSA
FRANCISCO BORGES



O deputado Dr. Leonardo Albuquerque (PSD) afirmou, na manhã desta quinta-feira (10), que o colega de parlamento e ex-prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), é o nome indicado pela base aliada do governo, na Assembleia Legislativa, para assumir o posto de secretário estadual de Cidades (Secid), no lugar Eduardo Chiletto, que foi exonerado nesta quarta (9), pelo governador Pedro Taques (PSDB).

De acordo com Leonardo, o nome do tucano ficou definido após reunião entre deputados e representantes do governo. A escolha faz parte das mudanças da reforma administrativa. Apesar disso, o secretário da Casa Civil, Paulo Taques declarou que até o momento não há nenhuma confirmação de quem ficará com o cargo. “Sobre troca de secretários, quem fala é só o governador. Quem além do governador estiver falando é pura especulação”, resumiu o secretário.

Ao , o líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado Dilmar Dal´Bosco (DEM), disse que irá falar ainda hoje com Wilson e depois marcar um reunião com o governador, ainda nesta quinta-feira, na qual deve ser "batido o martelo" sobre o nome do novo secretário. “O Wilson chegou ontem à noite de viagem e nós vamos conversar hoje sobre isso aí. Ainda não está nada definido”, declarou.

De acordo com informações, mesmo que o nome de Wilson Santos seja acatado pelo governador, ele não assumiria imediatamente. Inicialmente o cargo seria ocupado por um secretário-adjunto da pasta. 

Nos bastidores, a informação era de que Wilson já estava confirmado para assumir a Secretaria desde que perdeu a disputa pela Prefeitura de Cuiabá, no dia 30 de outubro, para Emanuel Pinheiro (PMDB). Na última segunda (7), o deputado e o governador teriam se encontrado no Palácio Paiaguás para discutir a mudança, ou seja, antes da exoneração de Chilleto que esteve à frente da pasta por 1 ano e 10 meses. 

Se assumir como secretário, Wilson terá como principal missão, à frente da Secid retomar as obras de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que estão embargadas pela Justiça Federal, por diversas irregularidades, desde o governo Silval Barbosa (PMDB). Foram exatamente as chamadas obras da Copa, consideradas essenciais para o sucesso do governo Taques, que teriam "derrubado" o ex-titular da Secid.

REFORMA ADMINISTRATIVA

Além da Secid, Taques também promete definir outras mudanças em seu staff. Uma delas será no Gabinete de Comunicação (GCom), transferindo o atual secretário Jean Campos para escritório de representação do Estado em Brasília. 

O governador também teria desistido de criar o Gabinete de Articulação Política (GAP), neste caso o secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, permanece no cargo. Gustavo Oliveira, secretário de Planejamento, ficará responsável por coordenar o trabalho das pastas e garantir novas ações governamentais.

O vice-governador, Carlos Fávaro (PSD), continua no comando da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). 

Comente esta notícia