Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

28 de Dezembro de 2014, 14h:15 - A | A

POLÍCIA / TRAGÉDIA FAMILIAR

Vigilantes confessam ter matado estudante de medicina para roubar S10 em MT

A Polícia Civil pede cautela, por considerar que o jovem possa estar vivo, já que o corpo ainda não foi encontrado

DA REDAÇÃO



Os dois vigilantes presos no fim da tarde de ontem, em Campo Grande, confessaram assalto e execução do estudante de Medicina Eric Francio Severo, de 21 anos.

O universitário saía de um bar, na região central de Sinop (MT), quando foi abordado pelos bandidos, interessados na caminhonete S10 da vítima. Márcio Marciano Batista, 30 anos, e Rafael Bueno dos Santos Mussuco, 25, levariam o veículo para Dourados (MS), mas foram interceptados pela Polícia Rodoviária Federal, em barreira na entrada de Campo Grande.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Como havia um boletim de ocorrência em Mato Grosso, registrado depois do desaparecimento do jovem, os dois foram detidos e levados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), na Vila Piratininga.

Em depoimento, eles disseram que executaram Eric ainda no Mato Grosso, a cerca de 200 quilômetros do local do assalto. Segundo o delegado Gustavo Bueno, o crime foi encomendado por presidiários de Guarulhos (SP). Em Dourados, outra pessoa pegaria a S10 e cruzaria a fronteira com o Paraguai.

Ainda de acordo com a polícia, os assaltantes se conheceram há 2 anos, em uma casa noturna, trabalhando como vigilantes. No sábado, por volta das 3 da madrugada, eles dominaram Eric em frente a uma boate na região central de Sinop.

Os 3 partiram rumo a Dourados, mas no caminho os ladrões resolveram matar o estudante, porque haviam dito muitos nomes que poderiam comprometer a ação. Segundo os bandidos, Márcio deu um tiro na cabeça de Eric, na região do ouvido, e depois os dois abandonaram o corpo na área rural. 

A Polícia Civil pede cautela, por considerar que o jovem possa estar vivo, já que o corpo ainda não foi encontrado. Uma força tarefa foi montada no Mato Grosso para localizar o jovem, com a a participação da PM, Polícia Civil e PRF.

Além da caminhonete, foram apreendidas com os bandidos uma arma e 11 munições. O revólver, calibre 38, estava com numeração raspada.

 

presossss.jpg

Marcio (de preto) e Rafael (listras) são apresentados à imprensa. (Foto: Luciana Brazil)

Confissão 

Os assaltantes só confessaram os crimes depois que a Polícia do Mato Grosso informou ter detido a esposa de Márcio para averiguações.

Pelo menos 5 pessoas devem ter participado da ação, além de Márcio e Rafael, a suspeita é de que o crime foi articulado por 2 pessoas no presídio de Guarulhos, com a participação de outro em Dourados.

As polícias Civil e Militar de Sinop faziam buscas desde sábado. Ao sair da boate, Eric teria dito aos amigos que iria para casa, mas não apareceu.

Ele é filho do publicitário Leonildo Severo e cursa o 2º ano de Medicina em Tubarão (SC). Como está de férias, voltou para casa no início de dezembro.

Segundo a família, Eric saiu por volta das 21h30 de sexta-feira (26). Às 2h40 a mãe enviou mensagem para saber se estava tudo bem, mas ele não respondeu.  

Às 4h17, o pai começou a ligar, mas o aparelho estava desligado. Lá pela 5h, o próprio publicitário passou a procurar o filho pela cidade.

Os pais disseram que o rapaz nunca saia com a caminhonete. Como sábado foi a primeira vez, eles teriam alertado o filho a não reagir, em caso de assalto.

(As informações são do site Campo Grande News)

Comente esta notícia