Cuiabá, 06 de Dezembro de 2022
logo

23 de Novembro de 2016, 12h:00 - A | A

PAPO RETO / É GRAVE A SITUAÇÃO

Taques: 'Crise já me obriga a decidir quem morre no Estado'

DA REDAÇÃO



O governador Pedro Taques (PSDB) teria saido "deprimido" da reunião com o presidente Michel Temer (PSDB) e outros chefes de Estado, no fim da tarde de terça-feira (22), no Palácio do Planalto, segundo relato do jornalista Josias de Souza, em seu blog no site UOL. A caminho do aeroporto de Brasília, segundo ele, Taques teria declarado textualmente: “A situação é dramática. Os governadores estão com a corda no pescoço. Na prática, a crise já me obriga a decidir quem morrerá no Estado.”

Questionado sobre a "dramática situação", segundo o jornalista, o governador esclareceu: “Mato Grosso já recebeu R$ 75 milhões da receita obtida pela União com o programa de repatriação. Destinamos 100% desse dinheiro para cobrir despesas de hospitais. Não deu para todos. Tive de escolher entre o hospital A, B ou C. Por isso digo que, na prática, nós estamos decidindo quem sobrevive e quem morre.”

Pelas contas de Taques, Mato Grosso receberá mais R$ 108 milhões. “Isso é igual a uma gota d’água em frigideira quente: evapora num instante. Se não cuidarmos, logo, logo faltará dinheiro até para pagar a gasolina das viaturas de polícia. Almocei há vinte dias com o professor Raul Veloso, especialista em contas públicas. Ele estimou que, se nada for feito, o Estado vira um novo Rio de Janeiro até março”, afirmou ao blog.

Confira AQUI a íntegra da reportagem no UOL.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Andréia 28/11/2016

A cada dia mais me arrependo de ter votado em Taques, será que ele tem noção da grande destruição que ele e demais politicos que nos representam estão fazendo, tenho muito medo do amanhã, sinto uma revolta tão grande em ver a injustiça prevalecendo neste país, trabalhamos tanto para pagar a robalheira dos que nos representam, querem tirar o Brasil da crise então começem a punir com rigor os políticos sujos, diminua os salários de todos políticos com certeza seria mais vantagem do que reduzir o salario de um funcionário público. Estou vendo nosso país caminhar para destruição total, revoltas entre outras coisas virão pois assim como eu milhares de trabalhadores estão revoltados com a situação do país e o rumo que as coisas estão indo com certeza preparem-se que logo iremos parar esta nação onde haverá o grande grito pelos excluidos, minha família e eu pedimos por justiça, igualdade se está ruim para o funcionário público então tem que esta ruim também para ministros, deputados entre outros, eu e milhares de servidores somos quem paga o salário de vcs. Senhor governador gostaria de saber qual seu problema com os funcionários públicos nós lutamos para estar onde estamos hoje e o senhor nos despresa nos trata como sr fossemos o câncer da sociedade, quando votei no senhor nunca imaginei que poderia nos enganar dessa forma, olha a revolta entre nós é tão grande, mas tenha certeza não vamos ficar parados e afundar nesse mar de injustiça e destruição, vamos lutar até o fim, lembre-se senhor governador tivemos o poder para coloca-lo onde esta. Juntos somos fortes se preparem para grande batalha!

Paulo Cardoso da Silva 26/11/2016

Temos algumas saídas para melhorar a arrecadação no estado: 1 - Aumentar a tributação do Agronegócio; 2 - Tributar Agrotóxicos; 3 - Tributar a extração da madeira; 4 - Cancelar incentivos fiscais dos grandes empresas no estado de MT; 5 - Exploração das jazidas de ouro descobertas no estado de MT; 6 - Redução dos duodécimos dos poderes em MT; 7 - Cobrar por desapropriação as empresas que devem bilhões em impostos no estado de MT; 8 - Repatriar o dinheiro das contas no exterior dos envolvidos em casos de corrupção no estado de MT; 9 - Cobrar IPVA das embarcações luxuosas que circulam no lago de Manso e/ou Motos aquáticas; 10 - Taxar as grandes fortunas no estado de MT; 11 - Investigar começando no âmbito do serviço público a compatibilidade dos bens, com a a renda recebida no serviço público ou vida pública dos seus agentes até chegar no cidadão comum,; 12 - Combater a lavagem de dinheiro e o enriquecimento ilícito no estafo de MT; 13 - Implantar o teto salarial do STF como teto máximo para todos poderes no estado de MT; 14 - Diminuição dos cargos comissionados por concursados em áreas prioritárias no estado; Algumas dessas medidas em detrimento a falta de arrecadação no estado a médio e longo prazo vão incrementar a receita do Estado. Ou se mexe no bolso de quem têm, ou faz quem têm cada vez menos pagar mais impostos ou reduzir direitos, conquistas ou benefícios já estabelecidos na lei.

Clauderiete 24/11/2016

Nossa!! Como sempre o governador um exagerado como sempre.

Luciano 23/11/2016

A única solução pro senhor saia do governo e passa a bola pra quem sabe administrar. O senhor já demonstrou não ter o mínimo de vocação política e conhecimento em administrar. Troca seu secretário da casa Civil e que manda no governo

VAGABUNDO 23/11/2016

GOVERNADOR ESTÁ SE SENTINDO DEUS !! Precisa de um assessor para ficar falando no ouvido dele a todo momento: " cuidado o senhor não é Deus ". PEDRO TAQUES VOCÊ CAGA PODRE , MIJA FEDIDO E PEIDA HORRORES IGUAL TODO SER HUMANO ... Lembre-se disso.

geronimo 23/11/2016

estado de transformação que não chega a lugar nenhum com esse cidadão ....secretários incompetentes .....quem se transformam em nd....esta alinhando MT..a outros estados por baixo e não por cima.....MT e outro nível....esse governo só sabe falar em crise...daqui a pouco tempo funcionário público não tem moral nenhum no estado .sem credito ganham na praça....provocado por esse governo que não resolve nada...só agrava ...e transforma em mais crise...criada por ele mesmo......passa por o vice e renuncie .....até chegar no equilíbrio....porque com essa turma......só desanima.......passa a bola e renuncie ou os deputados partem para um impechatmam.....porque com ele só caos... tá na cara....vamos afundar com esse governo.

alexandre 23/11/2016

taxa agronegocio, cobre a sonegação fiscal do agronegocio, corte verba indenizatoria de quem não precisa e não comprovar despesa principalmente dos Poderes.

Nao sou obrigada a nada 23/11/2016

Financiou a candidatura de Wilson Santos com esse dinheiro e agora coloca a culpa na saúde. Esta matando mesmo o seu eleitorado.

Mariah apparecida m.botelho 23/11/2016

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Suicida 23/11/2016

To quase suicidando pra deixar minha família com o mínimo pra viver até o brasil Sair da crise não estou aguentando mais tem mais de uma semana sem um real no bolso estou implorando agora aqui neste momento empréstimo ao banco mas não tem jeito vou insistir senão conseguir não sei o que faço acho que vou valer mais morto doque vivo

13 comentários

1 de 2
Última