Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

22 de Setembro de 2022, 06h:06 - A | A

OPINIÃO / GRACI OURIVES DE MIRANDA

Idosos x filho



É admirável quando as policias demonstram humanismo e sensibilidade para com a sociedade. As policias mesmo com excesso de trabalho, visualizam o cidadão em todas suas necessidades. Estes labutam para que os idosos tenham em seu cotidiano bem-estar, utilizando dos Direitos que a Constituição lhes oferece.

É visível adentrar às Delegacias e sentir o quanto as policias estão incluindo as ferramentas tecnológicas para defender a sociedade. Muitos Idosos se fazem presente nas Delegacias para sentirem protegidos e tratados com dignidade. Nesse sentido é louvável observar a comunicação que existe entre o idoso e equipe da Especializada. O Delegado titular da Delegacia de Delitos Contra a Pessoa Idosa (DEDCPI) e membro do Grupo Técnico de Política Nacional Judiciária de Atenção à Pessoa idosa e suas interseccionalidades do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Vitor Chab Domingues e equipe, prestam acolhimento a todos que se fazem presente na Delegacia.

Domingues afirmou que: “(...)população idosa que ao meu ver não é uma população vulnerável e sim hipervulnerável, tamanha sua falta de malícia(...)infelizmente hoje a maior tipo de violência que tem hoje contra o idoso é a psicológica, violência emocional e a patrimonial. (...)”. ReporterMT.com/14/09/2022.Leandro Maia.

Lamentavelmente, o discurso do Delegado Domingues é real principalmente quando se trata que os crimes contra idosos são em sua maioria “silenciosos”. O agressor quando tem mais informações que o vulnerável, cruelmente mais e mais velada será sua agressão. Felizmente a polícia é detentora de meios tecnológicos com profissionais gabaritados detectam o agressor.

Há preocupação das autoridades constituídas para amparar os idosos é justamente no sentido que, nas últimas décadas, notar-se-á que a população idosa está aumentando conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, (IBGE), entre” 2012/2021, a parcela de pessoas com 60 anos ou mais passou de 11,3% para 14,7% da população e que a razão de dependência dos idosos, no mesmo período, aumentou de 11,2% para 14,7% (...)”.

Idosos sejam plenos denuncie o agressor, independente de laços sentimentais. Idoso tenha confiança nas autoridades. Denunciar é retirar da sociedade um cidadão que está cometendo atos ilícitos. A cada denúncia sobre o abusador da Lei, quão bem-estar estamos causando na sociedade.

Idosos celeridades para denunciar o agressor!

Recorro as palavras do Delegado Domingues “O idoso é um jovem que deu certo.”

Graci Ourives de Miranda é professora e escritora.

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia