Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

15 de Dezembro de 2014, 13h:33 - A | A

NACIONAL / TERROR NO CAFÉ

Polícia invade cafeteria onde homem mantinha reféns; dois morrem

UOL



A polícia invadiu no início da tarde desta segunda-feira (segundo o horário de Brasília, madrugada de terça no horário local) o café onde cerca de 40 pessoas eram mantidas reféns em Sydney, na Austrália. Pelo menos duas pessoas morreram, segundo a rede "CNN" e outras três ficaram feridas.

Ouviu-se um barulho de explosão dentro da cafeteria e, em seguida, cinco pessoas pessoas saíram correndo do café Lindt. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A polícia confirmou que foram disparados tiros e granadas dentro do local. Imagens de TV mostram que algumas macas eram usadas para retirar vítimas com urgência. 

Segundo a rede australiana "9 News", o sequestrador é o clérigo radical iraniano Man Haron Monis.

Nascido Manteghi Bourjerdi, ele se mudou do Irã para a Austrália em 1996, onde trocou de nome e adotou o título de xeque.

Ele ganhou atenção na mídia por uma campanha de ódio que fez contra a presença de militares australianos no Afeganistão. Ele enviou dezenas de cartas aos familiares de soldados mortos no Afeganistão.

Em abril deste ano, Monis foi acusado de molestar sete mulheres durante seu trabalho como líder espiritual. Em outubro, novas denúncias apareceram. Ele saiu da prisão sob fiança e deveria comparecer a julgamento em fevereiro do ano que vem. (Com agências internacionais).

Comente esta notícia