Cuiabá, 30 de Novembro de 2022
logo

30 de Setembro de 2022, 17h:23 - A | A

NACIONAL / 79% DOS LARES

Número de inadimplentes bate recorde segundo CNC

A inadimplência é um grande problema para diversos setores, inclusive para o varejo. Juntamente com a alta da inflação e dos juros, a falta de capacitação em cobrança contribui para dificultar a solução do problema.

TERRA



De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), feita pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), 79% dos lares brasileiros estavam endividados em agosto de 2022.

Além disso, a pesquisa mostra que 29,6% das famílias possuem atrasos nos pagamentos de contas de consumo ou dívidas. E mais, 10,8% dos que possuem dívidas acreditam que não será possível efetuar o pagamento e devem permanecer inadimplentes.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

No varejo, 19,4% das famílias possuem dívidas em carnês e cartões das lojas. De acordo com o presidente da CNC, José Roberto Tadros, isso acontece porque as famílias têm procurado alternativas ao cartão de crédito por conta da elevação dos juros.

As consequências da inadimplência são severas, principalmente para micro e pequenas empresas. "Essas empresas (PMEs) operam normalmente com o caixa apertado e não possuem profissionais especializados em cobrança", explica Leonardo Assuane Duarte, fundador do Recuperador CRM, empresa que atua em sistemas para cobrança de dívidas.

"Boa parte das PMEs não prioriza a atividade de cobrança, uma vez que muitas estão trabalhando com equipes reduzidas, ou não possuem estrutura para tal. Imagine um psicólogo tendo que ligar para seus pacientes para cobrar as consultas atrasadas. É bastante inconveniente para o profissional", pontua Leonardo.

Leonardo acrescenta que, diante das dificuldades encontradas na recuperação de crédito, algumas empresas têm buscado terceirizar a atividade de cobrança. Leia mais em TERRA

Comente esta notícia