Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

02 de Dezembro de 2016, 09h:00 - A | A

JUDICIÁRIO / CITADOS EM DELAÇÃO

Alan Malouf e Guilherme Maluf negam envolvimento em esquema de fraudes

Nomes ligados a esquema de propinas vieram à tona nesta quinta, após o RepórterMT divulgar conteúdo da delação premiada de empreiteiro envolvido

CELLY SILVA
DA REDAÇÃO



O empresário Alan Malouf, dono do buffet Leila Malouf, e o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Guilherme Maluf (PSDB), negaram as acusações feitas na delação premiada do empreiteiro Giovani Guizardi, que os apontam como detentores do “poder político” no âmbito da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e "chefes da organização criminosa" denunciada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Em nota de esclarecimento, Guilherme Maluf afirma que não participou de nenhuma fraude cometida na Seduc.

Ele disse que tomará as providências necessárias para obter acesso aos documentos que o citam e conhecer o teor das denúncias.

O empresário Alan Malouf também disse desconhecer a denúncia e destacou que nunca foi líder de nenhuma organização criminosa.

A assessoria jurídica dele considerou como “absurdas” as acusações feitas por Giovani Guizardi e disse que prestará os esclarecimentos sobre o fato à Justiça.

O esquema de fraudes em licitações e cobrança de propinas dos empresários que quisessem concorrer aos certames foi desmantelado pela Operação Rêmora, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), no dia 3 de maio deste ano.

Giovani Guizardi é dono da Dínamo Construtora e da Guizardi Júnior Engenharia, ambas relacionadas direta ou indiretamente com o esquema de corrupção na pasta, durante os anos de 2015 e 2016.

Confira a nota de esclarecimento do deputado Guilher Maluf:

Em relação às publicações nos veículos de comunicação à respeito da colaboração premiada de Giovani Belatto Guizardi, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Guilherme Maluf (PSDB), afirma que:

Não participou de nenhuma eventual irregularidade cometida na Secretaria de Educação (Seduc).

Tomará as providências cabíveis assim que a sua assessoria jurídica tiver acesso aos autos do processo e teor das denúncias.

Afirma que confia na justiça e que ficará comprovado de que não teve participação em qualquer irregularidade.

 

Leia a nota da defesa do empresário Alan Malouf:

Mesmo ainda não tendo acesso aos autos, é importante ressaltar que Alan Malouf nunca foi líder de nenhuma organização criminosa.

A defesa do empresário vai aguardar ter acesso aos autos para se manifestar de forma transparente, uma vez que considera absurdas as acusações.

Reiteramos, também, que Alan Malouf está à disposição das autoridades competentes para prestar as informações necessárias, acreditando, sempre, na Justiça.

 

Comente esta notícia

Cpa 02/12/2016

Todos inocentes.culpado e o povo.

Paulo 02/12/2016

Esse cara sempre fez maracutaia. Lembram quando em 2002 usou o jardineiro do hospital Santa Rosa em um esquema que desviou dinheiro do IPEMAT? Só fazer uma busca que vocês leitores irão encontrar.

Servidor Público Estadual 02/12/2016

A CASA CAIU!!! CADEIA NELES...

Laura 02/12/2016

Agora ninguém fez nada...Eu acredito na delação...

4 comentários

1 de 1