Cuiabá, 01 de Fevereiro de 2023
logo

24 de Janeiro de 2023, 18h:40 - A | A

GERAL / NESTA QUARTA

Preço médio da gasolina deve voltar a passar de R$ 5 nas bombas em MT

Aumento no preço da gasolina na bomba deve aumentar já nesta quarta-feira.

JOÃO AGUIAR
DO REPÓRTERMT



A Petrobras anunciou nesta terça-feira que, já a partir dessa quarta-feira (25), o preço médio da venda da gasolina para as distribuidoras vai aumentar R$ 0,23 por litro. O preço na bomba para o consumidor final deve subir para cerca de R$ 4,95 na previsão otimista. Muitos postos, porém, já vendem na Capital a esse valor, antes da alta. 

Segundo o diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso (Sindipetróleo-MT), Nelson Soares Jr, o preço da gasolina deve aumentar já nesta quarta nos postos de combustíveis de Cuiabá.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Deve aumentar já nesta quarta. O posto precisa recompor o capitativo dele”.

Nelson explica ainda que o aumento para o consumidor final deve ser maior do que o anunciado para as distribuidoras, afinal, elas ainda precisam ter lucro ao revender. “Em termos de centavos, ele não chega a ser exatamente aquilo que a Petrobras subiu. Porque antes de chegar no consumidor, ainda tem o distribuidor e tem o posto”.

Leia também

Petrobras anuncia aumento de 7,47% no preço da gasolina a partir de amanhã

“Se as distribuidoras entenderem que elas precisam recuperar margem e aumentar acima disso, o posto vai ter que aumentar. Só daqui dois três dias a gente vai saber exatamente o que aconteceu. O aumento foi de tanto e o reflexo na bomba foi de tanto”, salienta.

Ainda segundo Nelson, o aumento do preço da gasolina também deve afetar o etanol. “O etanol deve subir em todos os estados, como costumeiramente acontece quando aumenta a gasolina, mas ele ainda deve continuar vantajoso. As usinas aproveitam para recompor margem e o aumento deve ser em cadeia”.

Aumento

A Petrobras anunciou hoje que, a partir dessa quarta-feira (25), o preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,08 para R$ 3,31, um aumento de R$ 0,23 por litro. O valor é 7,47% maior do que o atual.

A última vez que o preço da gasolina tinha sido reajustado foi em 6 de dezembro, quando sofreu uma redução de 6,1%.

Segundo a estatal, o aumento "acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio".

Comente esta notícia