facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

06 de Dezembro de 2022, 13h:22 - A | A

GERAL / ECONTRADO MORTO

Família reconhece roupas, celular e objetos de idoso desaparecido: "Estamos muito abalados"

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



Em conversa com o RepórterMT, a filha de Paulo Magalhães, Rosalynn, confirmou que a família reconheceu as roupas e objetos, que estavam com um corpo encontrado, na manhã dessa terça-feira (06), na região do bairro Parque Cuiabá. Segundo a filha, além de as roupas serem iguais às que o idoso foi visto pela última vez, o corpo estava com uma pasta e com o aparelho celular de “Paulo do Acrílico”, como ele era conhecido.

“Está todo mundo muito abalado, mas a gente só tem que que agradecer às pessoas que ajudaram, participaram do mutirão e aos jornalistas que compartilharam a história”, disse Rosalynn em um breve telefonema.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Além dos objetos encontrados, a Politec informou à família que o corpo tem uma perna maior que a outra, assim como Paulo. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) onde deverá passar por perícia e, assim que for liberado, a família será chamada para fazer o reconhecimento.

LEIA MAIS - Polícia encontra corpo que pode ser de idoso desaparecido há 16 dias em Cuiabá

Paulo Magalhães, de 83 anos, desapareceu no último dia 20 de novembro (domingo), quando pulou o muro de casa e fugiu. Ele tinha sido diagnosticado com Alzheimer há cerca de quatro meses.

Segundo relatos de testemunhas, ele foi visto nos bairros Jardim Imperial e Alice Novack e, em seguida, foi visto em um ônibus da linha 711 (Pedra 90 – Centro). Uma pessoa chegou a contar que o viu em um ônibus da linha 103 (Cidade Verde – Jardim Imperial), na região da UFMT, e que Paulo disse para pelo menos uma pessoa que estava perdido, mas ninguém tomou uma atitude concreta para ajudá-lo.

LEIA MAIS - Perdido há 9 dias, idoso foi visto em vários bairros de Cuiabá, mas ninguém ajudou

Além disso, o idoso estaria abordando pessoas nas ruas perguntando por “Paulo do Acrílico”, que é o apelido como ele é conhecido na região do bairro Parque Cuiabá.

Em conversa com o RepórterMT, o delegado de plantão na DHPP, Olímpio Fernandes, contou que o corpo foi encontrado nas proximidades da casa do idoso.

“Ainda não podemos afirmar com certeza que é o senhor Paulo, mas tudo indica que sim. A família reconheceu um cinto que foi encontrado ao lado corpo, mas vamos aguardar o resultado dos exames periciais”, disse.

LEIA MAIS - Idoso com Alzheimer pula muro de casa e desaparece em Cuiabá

Comente esta notícia