facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 17 de Maio de 2024
17 de Maio de 2024

10 de Setembro de 2010, 11h:58 - A | A

VARIEDADES /

Rússia suspende importações de carne bovina de frigoríficos de MT

Tvca



A Rússia suspendeu as importações de carne bovina de duas unidades do frigorífico JBS Friboi em Mato Grosso. Na unidade de Barra do Garças as exportações foram suspensas. Já o comércio de carne entre a Rússia e a unidade de Araputanga está marcado para se encerrar no dia 14.

Segundo uma nota distribuída pelo serviço federal de inspeção sanitária da Rússia, foram encontrados, nos lotes enviados pelo Brasil, registros do antibiótico oxitetraciclina e da bactéria listeria. De acordo com Carlos Augusto Zanata, coordenador de pecuária da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), a alegação é algo a ainda ser investigado. "Eu sou veterinário e sei que o uso de antibióticos em gado que será abatido não é corriqueiro. Além disso, em três dias, o antibiótico é completamente metabolizado pelo animal", afirmou.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

Para o coordenador de pecuária, apesar de não causar grandes impactos na economia de Mato Grosso, a suspensão da importação da carne bovina restringe ainda mais a possibilidade de vendas do produtor do Estado. Sem exportações, o preço de negociação é menor para os produtores.

A pior situação dessa restrição da importação, segundo a Famato, é a imagem ruim que o Estado passa a ter. Isso porque dá-se a impressão de que Mato Grosso exporta carne contaminada.

Além das unidades do Estado, a Rússia também suspendeu a importação de carne bovina do frigorífico JBS Friboi de Campo Grande e Naviraí, em Mato Grosso do Sul. Os russos também embargaram as compras de carne de frango da Seara e da Alibem Comercial Alimentos.

Estados Unidos

No mês passado, o Estados Unidos também alegou encontrar antibióticos na carne do Brasil, suspendendo as importações. Segundo a Famato, o fato ocorreu porque o país mudou a forma de realizar os testes nas carnes importadas, que ainda precisam ser acertados. Ainda de acordo com a Famato, técnicos do Ministério da Agricultura e Pecuária estiveram no país para uma reunião com os importadores norte-americanos para tentar contornar a situação. Por enquanto, nada foi resolvido.

Sobre a nova suspensão de importações, da Rússia, o Ministério da Agricultura brasileiro disse que só vai falar sobre o assunto depois que for informado oficialmente pelo governo russo. Os frigoríficos não quiseram se pronunciar.

Comente esta notícia