facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 17 de Maio de 2024
17 de Maio de 2024

13 de Setembro de 2010, 13h:04 - A | A

VARIEDADES /

Capitalização da Petrobrás pode chegar a R$ 150 bilhões



Da Folha-SP

O governo autorizou a Petrobras, por meio de decreto, a aumentar seu capital social em até R$ 150 bilhões. Segundo o texto publicado nesta segunda-feira no "Diário Oficial da União", o aumento do capital poderá ser feito até o limite de 5,6 bilhões de novas ações.

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

No anúncio da capitalização, na semana passada, os valores previstos eram um pouco abaixo porque foram estruturados desta forma pela empresa. Portanto, embora o limite seja de R$ 150 bilhões, a capitalização pode somar o limite dos R$ 127,4 bilhões previstos na semana passada.

O decreto de hoje também formaliza o limite máximo de 5,6 bilhões de ações ofertadas, sendo 3,2 bilhões de ações ordinárias (PETR3-ON) e 2,4 bilhões de ações preferenciais (PETR4-PN). No anúncio da capitalização, a empresa havia informado que a oferta de ações neste modelo de capitalização deve chegar, no máximo, a 4,3 bilhões, sendo 2,5 bilhões de novos papéis ordinários e 1,8 bilhão de novas ações preferenciais, segundo comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

A capitalização é uma forma de garantir dinheiro no caixa da estatal sem precisar recorrer a empréstimos.

PROCESSO

Maior oferta de ações em curso no mundo, a capitalização da Petrobras ocorrerá em duas etapas, que acontecerão simultaneamente. Na primeira, 80% dos novos papéis vão direto para os atuais acionistas, que terão prioridade de compra.

Os 20% restantes serão oferecidos aos demais interessados, sejam eles brasileiros, sejam estrangeiros. Desse lote, os investidores pessoa física ficarão com 10% a 20% das ações. Os funcionários da estatal têm direito de levar até 50% da oferta do varejo, mas não poderão vender os papéis por 365 dias.

O preço das ações na oferta será fechado no dia 23, e os novos papéis começam a ser negociados no dia 24 na Bolsa de Nova York. No Brasil, a estreia será no dia 27. O dinheiro arrecadado entra no caixa da Petrobras já no dia 29 deste mês, com folga de um dia da data máxima estipulada pelo governo.

A Petrobras vai promover a capitalização --aporte de recursos de acionistas ou de investidores-- para pagar por até 5 bilhões de barris em reservas que a União lhe cederá e levantar dinheiro para novos investimentos.

As ações serão nominativas e o coordenador líder da oferta será o Bradesco BBI.

RECORDE

Com esse valor estimado, a oferta da Petrobras deve ser, de longe, a maior da história, deixando em segundo lugar a operação da Nippon Telegraph and Telephone, do Japão, que levantou US$ 36,8 bilhões em 1987.

O terceiro lugar entre as grandes ofertas mundiais de ações fica com o banco britânico RBS, que realizou capitalização de US$ 24,4 bilhões em 2008.

Comente esta notícia