Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

11 de Dezembro de 2014, 18h:02 - A | A

POLÍTICA / BLEFE?

Riva não confirma Janete para TCE e diz que vaga pode ser de Fraga

Riva disse que a Assembleia só recebeu no dia de hoje, a comunicação do TCE sobre a vaga aberta com a renúncia de Humberto Bosaipo.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual José Riva (PSD), não negou, mas também não afirmou, na tarde desta quinta-feira (11), a indicação da sua esposa, a ex-candidata ao governo do Estado e ex-secretaria de Cultura, Janete Riva (PSD), ao cargo de conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE)

Riva disse que a Assembleia só recebeu no dia de hoje, a comunicação do TCE sobre a vaga aberta com a renúncia de Humberto Bosaipo.

Em conversa com os jornalistas, Riva disse que a vaga de conselheiro pode ficar com o deputado estadual José Domingos Fraga (PSD), já que o mesmo vem pleiteando a cadeira, mas não descarta que a esposa é um nome ao cargo.

O nome de Janete Riva (PSD) apareceu na imprensa com força, após o suplente de deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), em entrevista na Rádio Mix, na manhã desta quinta (11),  afirmar que a ida dela ao TCE era consenso, após a reunião do Colégio de Líderes na Assembleia na tarde de ontem.

De acordo com o regimento, os parlamentares têm 48 horas para anunciar a indicação. O ato deve ser realizado durante a reunião do Colégio de Líderes da Casa. 

Quem for escolhido para ocupar a vaga de conselheiro do TCE deve então ser sabatinado pelos deputados no Plenário da Assembleia e submetido à votação dos pares. 

Se for aprovado a indicação é encaminhada ao governador Silval Barbosa (PMDB) para que seja efetivada a nomeação. Só após isso, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Waldir Teis, deve dar posse ao nomeado pelo governador.

Comente esta notícia